já fizeram uma visitinha

Amazing Counters
- desde o dia 14 de Junho de 2007

sábado, 24 de janeiro de 2009

Câmara autoriza incineração na Cimpor

para queima de combustíveis alternativos
A Câmara de Loulé autorizou a queima de "combustíveis alternativos" na fábrica de cimento da Cimpor. Os equipamentos para a queima estarão aptos a funcionar a partir de Maio.

Seruca Emídio garante que a decisão não abre a porta à queima de resíduos perigosos num futuro próximo e afirmou, ao «Correio da Manhã» que sairá hoje, que "o que a Câmara aprovou foi a construção de um silo para a queima de resíduos verdes, devido aos restos de árvores e jardins existentes na região".

O advogado Castanheira Barros, por seu lado, garante ao jornal que "o Decreto-Lei 178 de Setembro de 2006 retirou às câmaras o parecer vinculativo na área de gestão de resíduos” e considera que "uma vez autorizada a construção do silo, agora é fácil para a Cimpor avançar com a co-incineração", com o aval do Ministério do Ambiente.

Já em 2006 tinha andado nas parangonas dos jornais a possibilidade de co-incineração na Cimpor.

Costuma dizer-se que não há fumo sem fogo. Nós acrescentamos que, às vezes, há fogo… com fumos perigosos.

8 comentários:

Anónimo por razões especiais disse...

No chumbo de 2006 à co-incineração, a Câmara Municipal de Loulé defendeu a realização de uma Avaliação de Impacte Ambiental por parte do Governo, para elucidar a população local para os riscos deste projecto.

Que resultou disso? O Calçadão pode informar?

Anónimo disse...

As coisas são como são... as cimenteiras costumam ser bons... "amigos" dos partidos políticos.

E este ano há... ELEIÇÕES!

Maria disse...

Todos estamos habituados aos zig-zags dos políticos. Seruca Emídio havia de ser uma excepção porquê?

Anónimo disse...

E a J.Freg. S.Sebastião não diz nada?
E o snr Horácio? E o povo do Parragil?
Seruca foi médico da Cimpor!
Ainda será?
Se autorizou perde o mandato?

Cágado velho disse...

Que importa aos louletanos que aí venham a queimar resíduos perigosos?! Os de Boliqueime que se queixem. Ou os do Parragil... ou os de Vale Judeu!

Se não os querem em Souselas nem no Outão... façam favor!... Sirvam-se à vontade!...

Estejam como se estivessem em sua casa...

Ah, mas depois na se esqueçam que a gente não levantou problemas, ouviram?!!!!!!

Anónimo disse...

Ah, ganda kágado!

Anónimo disse...

Juro que não fui eu; foi o meu primo. Comó Sócrates. JPedro

Anónimo disse...

O o presidente da Câmara disse que foi aprovado exclusivamente o projecto de queima de biomassa vegetal, considerando que não se trata de queima de resíduos perigosos e disse que o projecto de co-incineração de resíduos animais não foi aprovado.
O problema é que a co-incineração dos resíduos banais é a porta de entrada para os resíduos perigosos. Este é o primeiro passo para a cimenteira vir a obter a licença de resíduos perigosos…

Alerta, pois.