já fizeram uma visitinha

Amazing Counters
- desde o dia 14 de Junho de 2007

quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

Ganhou a Câmara

nevoeiro não é chuva
Na aposta entre a coligação S.Pedro/Instituto de Meteorologia e a Câmara de Loulé, sobre as condições atmosféricas desta noite, a Câmara ganhou, sem apelo nem agravo. Não choveu!

A praça do Mar encheu-se; o areal coalhou-se de gente, e ninguém receou a chuva. O tempo até esteve ameno, só com uma ponta de nevoeiro a lembrar que estamos em pleno Inverno.

Deu para tudo: para meia dúzia de “valentes” (ou seriam apenas patetas?) experimentarem um mergulho, para se espalharem dezenas ou centenas de garrafas de espumante barato e copos de papel pelo areal e para alguns despejarem o jantar, em golfadas vínicas, como se isso se tratasse de um dever de ano-novo.

Os Deolinda cantaram e até conseguiram pôr as pessoas a “abanar o rabo”. Acabaram cedo. Não havia necessidade daquela pausa tão grande entre o final da sua actuação e o início do fogo.

Depois veio o David Fonseca. Este pareceu que não correspondeu às expectativas. A “malta” ao princípio, ainda começou a “abanar o capacete” mas depois foi esmorecendo, enquanto os mais velhos iam abandonando a Praça do Mar, em busca do calor da caminha…

Perder, a sério, só o golfinho cujo cadáver deu à costa, muito perto do palco, “perfumando” de tal forma o ambiente que houve que proceder ao seu “enterro sumário”.

Enfim, desta vez, apesar de algumas críticas à escolha do cartaz, a Câmara saiu vencedora…

23 comentários:

Anónimo disse...

Tudo bem, foi mais ou menos assim como comenta o zé carlos. Só que toda a gente se apercebeu tanto o Presidente Seruca como o seu ajunto ou teem relógios marados ou chegaram tarde já passavam (3) trez minutos da meia noite!!!Por isto se vê onde paira o rigor daquela gente que se quer certa e direitinha.

Trazan disse...

tão e o Seruca Emídio chegar atrasado, não se diz nada?

Anónimo disse...

Portimão foi espectáculo. Faro agradou e Quarteira... a passagem de ano dos pobrezinhos.
Deixem-se de tretas. Uns foguetes para disfarçar um cartaz de xaxa e isso é passagem de ano que se veja?
Gaita para estes organizadores da CML

Regalo disse...

No ano passado ainda mandaram o fogo do molhe do porto e foi giro ver o fogo em cima do mar mas este ano voltaram a meter o foguetorio de maneira tal que ninguem pode apreciar o que o fogo podia ser mais bonito.......

eu disse...

Tudo o que fazem em Quarteira é assim poucachinho, o que é que querias Regalo?
O anónimo a querer comparar o que se faz em Loulé com o que se faz em Portimão só dá vontade de rir.
É que Portimão tem... Presidente da Câmara. Cá temos um médico a armar em Presidente!

Anónimo disse...

Só fazemos coisas ridiculas. Que raio de cartaz foi este?

Francisco Póvoa disse...

Porque é que os Deolinda não tocaram até à meia noite? Não tinham dinheiro para lhes pagar?
Uma vergonha não se negociarem as coisas como devem ser.

Anónimo disse...

Olha o anónimo lá de cima! Rigôr nesta Câmara Municipal? Onde? Onde?
Começaram por dizer que a Câmara estava falida quando o Aleixo a deixou e não têem veito mais nada se não gastar dinheiro à doida. Rigôr!
Para esses tipos, três minutos ou não na importa porque é isso que acham que merece o povo.

Marta disse...

Obrigado pela prenda que o Dr. Cavaco deu aos professores ao promulgar a lei das avaliações.
Depois digam que ele não está amancebado com o Sócrates!
Quer avaliações? Continue assim e vai ver qual a avaliação que os portugueses fazem dele.

Anónimo disse...

Loulé foi o unico concelho que fez divulgação,e passagem de ano fora da sede do concelho, e mm assim é indevidamente criticado, talvez para o ano devesse fazer em Loulé ou pq não Almancil.

Anónimo disse...

Desta vez saio vencedora a Câmara? Mas isto é algumas guerra? Quem ganham com as coisas bem feitas somos todos. Gostei do cartaz. Foi o melhor do Algarve (isto porque os cuitados dos UB40 já deram o que tinham a dar). Em Portimão houve cantoria? Os Canta Bahia? Esse não é o grupo que já tocou umas 400 vezes no Algarve (não estou a exagerar). E quanto ao resto meu amigo Carlos... bem... o ano passado foi passaro o ano a albufeira: todos os restaurantes e bares abertos. Este ano foi a Quarteira. Consegui comer as 23h e porque alguem resolveu sair mais cedo dos 2 ou 3 restaurantes abertos. Que vergonha. Não se pode comparar o que é imcomparavel. As cidades são bem diferentes e isso não é uma questão politica.

Anónimo disse...

Os fogos atrasaram-se porque o Presidente chegou atrazado?
Logo me queria parecer, porque o meu relógio adiantado não estava.
Teve que vir cortar a fita para começar os fogos! Mas que grande hipocrisia.

Anónimo disse...

Para o proximo ano, quero o Tony Carreira, é o que a malte Quarteira gosta.

Amélia Silva Lopes disse...

Parece que o calçadão só vêm gajos analfabetos que não sabem ler ou não sabem interpretar o que lêm.
Os burros não perceberam que a Câmaera só ganhou a S. Pedro, poerrque não choveu.
Que data de burros. Até houve um blog que copiou metade da noticia e a fotografia do calçadão e também fez outro comentário estúpido qualquer.
É isso amigo Carlos. Não ensinam os gajos a ler e depois fazem figuras tristes. É o país que temos, é a gente que temos e é a Quarteira que temos.
Outro burro qualquer só viu em Portimão um dos seis ou sete grupos que cantou e nem viu o fantástico circo francês que todos os jpornais classificaram como o melhor espectáculo de fim do ano deste ano em Portugal. Querem comparar a ana Bacalhau a cantar aquelas cantiguinhas e aquele peseudo grupo rock de 5ª categoria.
Olhe amigo José Carlos não deite perolas a porcos.
Os gajos não merecem. Continuiem lá no calçadão a trazer as noticias a gente como deve de ser e na liguem aos parvinhos. Aquilo é alzeimer ou senelidade precoce.
Bom ano para vocês porque o calçadão é um dos dois ou três blogs do Algarve que val a pena ler-

Anónimo disse...

Já nao se fazem festas como antigamente!

Anónimo disse...

Pois foi também li esse blog que copiou as coisas do Calçadão e fartei-me de rir porque só mesmo um tipo completamente tapado é que não percebeu que a Câmara ganhou ao S. Pedro porque o Instituto de Meteorologia disse que chovia.
O mal destas coisas dos blog é que toda a gente acha que pode escrever e ainda por cima por vezes se julgam inteligentes.
Há dias li outro blog a comentar um artigo do blog Mas certamente Que Sim, um dos extraordinários blogs portugueses que destorcia tudo o que lá estava escrito.
Como disse ali a Amélia, o mal é que as pessoas hoje acabam os estudos, às vezes tem o 12º ano e nao aprenderam a intrepretar um texto.
Mas não será isso também uma amostra do que valem as escolas e o trabalho dos professores que não querem ser avaliados?
Pensem nisso.

Victor

Mário disse...

Ó anónimo (o primeiro) de hoje: achas-te muito esperto? Os gajos de Quarteira só gostam do Carreira? E os montanheiros de Loulé gostam de quê? das moçoilas?
Tanta idiotice!

António Pina Galrito disse...

O anónimo que falou de que foi a Albufeira no ano passado tem razão numas coisas e nada noutras.
É verdade que os bares e restaurantes estavam todos fechados em Quarteira. E eu pergunto: e por acaso aqui alguém se preocupou em arranjar atracções que dessem um sinal aos donos que podiam fazer bom negócio? Com cartazes com os Deolindas e os Fonsecas achavam que chamavam pessoas de fora?
Em Monte Gordo actuaram os Buraka, Paulo Gonzo e o DJ Pete Tha Zouk, em Vila Real de Santo António, o Grupo Nova Dimensão, em Faro estiveram o José Cid, os Passion Cubana, o Dj Wally, e os DJ’s: Christian F e King Bizz, em Albufeira actuaram os Classificados e os ingleses UB 40e o Rui Veloso, em Portimão foi o espectáculo sensacional de circo dos franceses bailarinos-acrobatas Les Farfadais, as Just Girls, os Canta Bahia, e os NBand e os Amerika Libre, em Alvor.
Isto é só uma amostra do que se fez por aí porque tem autarcas que percebem que é preciso manter a hotelaria, os apartamentos turísticos, as segundas residências em actividade e, com elas, tudo o que anda à volta do turismo e também porque percebem que devem proporcionar aos munícipes, aos que vivem e trabalham nos seus concelhos uma razão para sair de casa e divertirem-se.
O contrário do que acontece neste triste concelho, onde a visão dos autarcas não passa dos limites da parede do chiqueiro que entendem que é o seu "reino".
E, como se vê, não pensaram apenas nas sedes do concelho, como se escreveu aí em cima. Alvor, Monte Gordo, Paderne, Praia da Rocha, Armação de Pera, não sao sedes de concelho e nem sequer são cidades.
Como é que você acha que o cartaz foi o melhor do Algarve. Não viu na televisão como foi em Portimão? Quer comparar? Só se quizer ser cego, amigo. Não confunda as coisas, nem defenda o que não tem defesa: aqui só há uma verdade: há autarces e... autarcas...
Uns sabem fazer as coisas e ver ao longe e outros não.
Percebeu?

Rodrigo Santos disse...

Oh Galrito, por onde tens andado? Olha, eu acrescentava aí um dado que te escapou: em Monte Gordo esteve uma multidão calculada entre 18 a 20 mil pessoas.
E a festa não se limitou à noite da passagem de ano.
Um abraço, amigo. Vê lá se apareces.

Anónimo disse...

Alguém aqui percebeu as diferenças que vão entre as pessoas que sabem fazer e que têm visão e estes pobres de espírito que governam em Quarteira e Loulé.

Anónimo disse...

Anjos, Jorge Palma, Paulo Gonzo e Pete tha Zouk são alguns dos nomes fortes para o cartaz de animação do concelho sotaventino de Vila Real,
Cinco dias, malta! Assim é que é.

Anónimo disse...

António Pina Galrito disse:
«Em Monte Gordo actuaram os Buraka, Paulo Gonzo e o DJ Pete Tha Zouk, em Vila Real de Santo António, o Grupo Nova Dimensão, em Faro estiveram o José Cid, os Passion Cubana, o Dj Wally, e os DJ’s: Christian F e King Bizz, em Albufeira actuaram os Classificados e os ingleses UB 40e o Rui Veloso, em Portimão foi o espectáculo sensacional de circo dos franceses bailarinos-acrobatas Les Farfadais, as Just Girls, os Canta Bahia, e os NBand e os Amerika Libre, em Alvor»
Mas, de todos estes, quais são melhores do que os Deolinda? Comparem o que é comparável. Talvez o Veloso... mas os Classificados???? Nem de perto. Mais não quer dizer Melhor. E qualidade não é sinónimo de quantidade. Just Girls? Buraka? Pelo amor de Deus!
E comparar circo com espectáculos musicais?
É só pelo prazer de mal dizer!

António Pina Galrito disse...

Um pateta aque nem tem a coragem de meter aqui o nome ven ensinar-me a mim?
Sde ele ao menos soubesse ler. Mas não passam de disparates o que diz. Quem quer comparar circo com espectáculos nusicais? É parvo? Ou o que se compara aqui é a forma como se organizam os reveillons?
O que está em causa é que há câmaras que sabem organizar um serão divertido e outras que se estão c.....ndo para o povinho e acham que qualquer coisa serve. Que é o caso da câmara de Loulé.
Analfabetos como esse anónimo deveriam ir para a escola e não se meterem a "intelectuais" da música! Ou da treta!