já fizeram uma visitinha

Amazing Counters
- desde o dia 14 de Junho de 2007

segunda-feira, 30 de junho de 2008

Hoje é dia de Assembleia de Freguesia

mas tudo continua no segredo dos "deuses"…
Realiza-se hoje, supomos que a partir das 21.30 horas, uma reunião ordinária da Assembleia de Freguesia de Quarteira.

Disse "supomos" porque nada foi informado; nem na imprensa nem em qualquer outro lugar. É possível que tenha sido afixado algum edital no meio da papelada inútil das montras da própria junta. Pode ser; mas, habitualmente, não passamos à porta da Junta e, mesmo que passássemos, com certeza nos perderíamos entre tamanha confusão de papéis afixados.

Procurámos saber mais pormenores, mas o “site” da autarquia nada refere e, no separador “Assembleia de Freguesia” apenas figuram duas frases: “Serviço a disponibilizar no futuro.Volte em breve”.

É este o serviço público que a Junta de Freguesia de Quarteira entende que os quarteirenses merecem.
..

Ria Solidária entrou ao serviço

barco-ambulância é projecto inovador
Foto de José Farias / R. Sul
Foi apresentado no passado Sábado, na Doca de Recreio de Faro, um novo equipamento, que servirá, particularmente, as denominadas ilhas-barreira.

Trata-se de um projecto inovador: uma embarcação, denominada- «Ria Solidária», que representa um investimento de 120 mil euros, com 8,5 metros de comprimento, características de ambulância, vocacionado para o transporte de doentes ou sinistrados e pessoas com mobilidade reduzida, bem como para primeira intervenção no combate a incêndios, que irá operar no âmbito das acções dos Bombeiros e da Protecção Civil, podendo ainda intervir em operações de socorro no mar ou em acções de fiscalização da Autoridade Marítima.

O barco – um catamaran - está equipado com dois motores de 150 cavalos cada um, será servido por uma tripulação de seis elementos, está preparado para abordagens rápidas e seguras e fica a cargo dos Bombeiros Voluntários de Faro.

Trata-se de uma iniciativa, que muito se saúda, do Governo Civil de Faro, e que se espera que venha a ter continuidade noutros pontos da costa algarvia.
..

Policias reforçadas no Algarve

mais 600 homens para um verão seguro
Até 15 de Setembro, o Algarve conta com mais 419 elementos da GNR, 104 da PSP e 86 da Autoridade Marítima, no âmbito da campanha «Verão seguro».

Os 419 elementoas da GNR serão distribuídos pelos Comandos Territoriais, pela Brigada de Trânsito (22 homens), e por dois pelotões do Batalhão Operacional (48 elementos) para o patrulhamento durante a realização da concentração de motos de Faro e do torneio Algarve Challenge Cup.

Também o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras será reforçado durante este tempo, tanto no Aeroporto Internacional de Faro, como no posto misto de Castro Marim.

É um reforço significativo, como fautor das acções de prevenção e repressão da criminalidade, mas também como potenciador da imagem de um destino turístico seguro.

Pena que nós, algarvios, tenhamos um inverno... pouco seguro...
..

Os políticos que temos…

estão convencidos que estão acima da lei?
Na foto, o vice-presidente da Assembleia Regional da Madeira, acompanhado
O «Expresso» conta; o 'Calçadão' reproduz:

O avião que fazia a ligação Lisboa-Funchal tinha aterrado no aeroporto internacional da Madeira, por volta das 21h00, e encontrava-se na placa quando um telemóvel tocou na classe executiva. Miguel de Sousa, acabado de sair do Congresso do PSD onde foi eleito pela lista de Ferreira Leite para o cargo de vice-presidente da mesa, atendeu o telemóvel. A acção valeu-lhe a repreenda por parte de um comissário de bordo, que advertiu o deputado social-democrata a desligar o telemóvel de imediato”.

Os outros passageiros do mesmo voo garantem que “Miguel de Sousa não só não acatou a ordem para desligar o telemóvel, como também pôs em causa a autoridade do comissário de bordo ao exigir a identificação do tripulante.

Perante esta situação, e de acordo com as normas, o comandante seguiu o procedimento: solicitou a presença das autoridades a bordo e, pedindo calma, comunicou aos passageiros que iria haver um atraso, pois a Polícia havia sido chamada para "identificar um passageiro desordeiro".

A polícia chegou… mas não identificou o “desordeiro”: tratava-se do vice-presidente da Assembleia Regional da Madeira, Miguel de Sousa

Depois do cigarrinho de Sócrates… Mas esse, vá lá, ao menos, parece que apagou a beata e não armou sarrabulho…
..

Uns dizem que é mau; ele diz que é bom

será caso para dizer que gostos não se discutem?
Foto Carlos Santos / Lusa; fonte da notícia: Lusa
José Sócrates afirmou hoje, em Setúbal, perante umas centenas de militantes socialistas, que “há um embuste monumental dizendo que esta nova reforma visa manter a precariedade, mas isso não resiste à menor análise, em concreto, das propostas”.

O primeiro ministro socialista classificou as medidas aprovadas pelo Governo e pelos parceiros sociais (com a CGTP de fora) como as mais “arrojadas e ambiciosas” nestes 30 anos de democracia, para combater as precariedade no mundo do trabalho.

Sócrates reafirmou - como já tinha feito na 6ª feira, em Faro, convencendo apenas os que querem ser convencidos - que a nova legislação contém “soluções inovadoras”, que assentam em dois pilares fundamentais: a “maior flexibilidade dentro das empresas e o combate à precariedade”.

Parece haver contra-senso entre os conceitos de «flexibilidade dentro das empresas» e «combate à precaridade», não é?

estaremos para ver no que isto vai dar; mas, num país que se habituou a ver quebrar sempre pelo mais fraco, ainda será possível que algo seja bom para quem não tem poder – os trabalhadores por conta de outrem?

Vamos ver, vamos ver… mas é difícil acreditar que seja bom…
..

Hoje somos todos «españoles»

pelo menos na bola, os espanhóis vingaram-nos
Foto: AFP (A. France Press) - O magnífico golo de Torres
Um golo de Fernando Torres no primeiro tempo e uma actuação inteligente e aguerrida de toda a equipa, deram a Espanha a sua segunda «eurocopa».

A selecção espanhola volta, assim, ao topo da alta roda do futebol, de una forma brilhante, vencendo os seis jogos da fase final, sem que fizesse grande alarde na imprensa, rádio e televisão, ao contrá-rio da selecção de Scolari que, com tanto ruído, se esqueceu de que não é com palavras que se ganham jogos, e veio do «europeu» com uma prestação vulgar, de duas vitórias e duas derrotas.

O espanhóis derrotaram, na final, os gigantes alemães, que nunca convenceram com o seu futebol de força, e vingando a «humilhação» dos portugueses, afastados por essa mesma selecção alemã.

Por isso… hoy somos todos españoles. Y viva España !
,,

Festival Med chega ao fim

quem disse que tudo o que a câmara faz, faz mal?
Não é muito confortável, andar numa correria, do palco da Matriz para o palco da Cerca do Convento, mas o esforço valia a pena.

Depois do electrizante «Idan Raichel Project», na Matriz, havia que arranjar um bocado de coragem para enfrentar os jogos de cotovelo, para chegar à Cerca, onde queríamos escutar a voz hipnótica da espanhola Concha Buika.

Depois de ouvir estes “monstros”, quem tinha pachorra para as «Mo-çoilas», vistas e revistas; ou, melhor, escutadas e reescutadas?… Retemperar as forças nas tendas de cheiros e sabores estranhos? Talvez. Mas o espírito estava reconfortado. E amanhã (hoje) é dia de trabalho.

Que pena que os « Master Musicians of Jajouka» não tenham podido vir; teria sido uma boa chave de encerramento.

Festival Med, foi bom, até para o ano.
..

domingo, 29 de junho de 2008

Agentes perspicazes para nossa segurança

podemos dormir descansados…
"Ontem à tarde tive mais um exemplo de como actua a PSP (alguma) em Faro!
A minha mulher vinha no seu carro pela R. Reitor Teixeira Guedes em direcção ao centro de Faro, e no cruzamento com a Av. Almeida Carrapato, uma vez que o semáforo estava verde, passou calmamente, até porque queria virar no "caminho" por detrás do "Papa 24".
Já tinha passado o dito cruzamento, quando ouviu uma sirene, mas como não tinha feito qualquer transgressão, nunca pensou que fosse para ela!À entrada do tal "caminho" por detrás do "Papa 24", ainda parou para satisfazer a sua curiosidade e saber se seria Polícia ou INEM, e viu uma viatura da Polícia a entrar na R. Reitor Teixeira Guedes, depois de dois ou três outros carros!
Continuou o seu percurso e, já dentro das bombas da "Repsol", apercebe-se, que a dita viatura da Polícia estava atrás dela, e logo de seguida, o agente parou a seu lado e disse-lhe: - "Encoste aí! Encoste aí! A senhora vinha a falar ao telemóvel!
"
Publicada por Pecaaas em Faro Este em 26/Jun
.
Este post foi-nos remetido pelo Pedro Cabeçadas, num testemunho da “vida real”. Serve como prova da eficácia do sistema de segurança que nos protege.

Repare-se que um agente, confortavelmente sentado no seu carrinho, com três ou quatro veículos de permeio, consegue “adivinhar” uma conversa telefónica.

Assim, não custa perceber que o crime, o banditismo, o tráfico estejam a desaparecer das ruas das nossas cidades: a polícia adivinha-os à légua e zás – actua !
..

Cavaco conversou com o Papa

pode ser que, assim, deus nos valha…
--------------- Fotografia: de «Diário de Notícias»
Cavaco Silva foi ontem recebido em audiência pelo o papa Bento XVI, no Vaticano. A conversa durou cerca de 20 minutos, na biblioteca privada do Papa.

Em declarações aos jornalistas, no final da audiência e já na embaixada de Portugal, o Presidente da República afirmou que «foi uma conversa útil», onde teve ocasião de mencionar, ao chefe da Igreja Católica, o contributo que Portugal deu, ao longo da sua história, “para que cinco países em África, Brasil e Timor Leste sejam hoje países de influência forte por parte da Igreja”.

Da agenda constavam ainda as relações entre Portugal e a Santa Sé, a União Europeia e o Tratado de Lisboa.

Esperemos que o Presidente tenha pedido ao Santo Padre que invoque o auxílio divino para que possamos sair desta malfadada crise de onde nenhum governo ainda conseguiu fazer-nos sair.
..

Adeus Marchas, até pró ano!

o s.pedro marcou o fim dos «santos populares»
Ontem quis ainda rever as nossas marchas. Afinal, despertando emo-ções e rivalidades ou não, agora, só haverá mais, daqui a um ano...

A noite estava excelente e um passeio à beira-mar, na companhia de bons amigos, vale sempre a pena.

Afinal, não fiquei até ao fim. Os amigos arrastaram-me até Loulé, ao Festival Med e, como com o dom da ubiquidade só lá estava o Santo António, depois de umas espreitadelas nos dois primeiros “pal-cos”, assisti, no último, à exibição dos garotos da Fundação e lá fui, depois, com “a malta” do costume, para escutar o fado, na voz bem timbrada de Ana Moura.

Para dizer verdade, verdadinha, senti-me mais confortável a ver os miúdos da Fundação…
..

Contra o Código do Trabalho

na 6ª feira, sócrates só falou em vantagens
Foto da manifestação de: Tiago Petinga /Lusa
Cerca de 30 mil manifestantes desfilaram ontem, do Largo Camões até ao Rossio, protestando contra o Governo e contra o novo Código Laboral.

A manifestação era encabeçada por Carvalho da Silva, secretário-geral da CGTP, que afirmou que «não nos podemos deixar ir abaixo e não perder a esperança, porque um futuro melhor é possível».

Sobre as acusações do secretário-geral da UGT, João Proença, que afirmou que à Intersindical de Carvalho da Silva interessava a «contestação pela contestação», este respondeu: «não comento charlatices».

Quem leu na imprensa o que Sócrates afirmou na véspera, em Faro, sobre o novo código de trabalho e presenciou ontem a manifestação só pode pensar: estão a falar de códigos diferentes! Charlatanices?!... Que é isso?
..

Scolari fugiu ao fisco ?

ao que dizem, fugiu para Chelsea…
Foto de autor desconhecido, recolhida na Net
Segundo notícia veiculada pelo semanário «Sol», de ontem, Luiz Felipe Scolari foi apanhado nas malhas da Operação Furacão, havendo indícios de fuga ao fisco, que estão a ser analisados.

No desenvolvimento da notícia, adianta-se que o ex-seleccionador nacional terá recebido, de uma instituição bancária, elevadas quantias não declaradas ao fisco, que eram pagas através de uma offshore. A fraude foi detectada a partir do cruzamento de documentação apreendida no banco em causa e na consultora Deloitte, que já tinha sido alvo de buscas em Dezembro de 2006, no âmbito desta investigação.

Entretanto, a Federação Portuguesa de Futebol emitiu um comunica-do, inserido no site “Euro 2008”, declarando que os contratos que celebrou com Scolari cumpriram "todas as obrigações fiscais princi-pais e acessórias" e acrescenta que “alegados contratos celebrados entre Scolari e entidades terceiras, aos quais a FPF é alheia".

Parece que, afinal, Scolari sempre teria feito melhor se se tivesse dedicado à vinicultura… E os burros somos nós!
..

'Verão Seguro' até 15 de Setembro

a operação envolverá todas as forças de segurança
A operação ‘Verão Seguro 2008’, que envolve as várias forças de segurança nacionais, tem início na próxima terça-feira, 1 de Julho, e prolongar-se-á até 15 de Setembro. O patrulhamento e a fiscalização serão intensificados nas zonas costeiras, mas, segundo revelou o general Leonel de Carvalho, secretário-geral do Gabinete Coordenador de Segurança, é no Algarve que a vigilância será mais apertada, devido à afluência de veraneantes, durante os meses de Verão.

A operação vai envolver várias valências da Guarda Nacional Republicana e da Polícia de Segurança Pública, inclusivamente unidades especiais das duas forças, e um reforço dos agentes da Polícia Marítima.

Por sua vez, no aeroporto de Faro e na fronteira de Vila Real de Santo António, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras vai também intensificar as suas acções.
..

sábado, 28 de junho de 2008

Meia dúzia de tiros contra o Arena

brincadeiras de mau gosto ou simples estupidez?
Foto da agência Lusa; fonte da notícia: jornal Expresso 28/Jun/08
No jantar com os militantes do PS, que decorreu ontem, no pavilhão Arena, em Portimão, José Sócrates falou das políticas de saúde, família e educação, após ter recebido, das mãos dos socialistas algarvios, as conclusões de um relatório regional sobre "Políticas de apoio às famílias".

Cerca das 23.30 horas, ouviram-se disparos no exterior do pavilhão, provenientes de uma arma ligeira; mas o governante já tinha abandonado o local cerca de meia hora antes.

A polícia informou que «no interior quase ninguém se apercebeu, não houve nenhum tipo de pânico» e supõe-se que foi alguém que estava “longe e parado".

A governadora civil de Faro, por seu lado, diz que os disparos foram efectuados a partir de um parque de estacionamento em frente ao pavilhão, sendo provenientes de uma arma ligeira. "Só umas pessoas que estavam cá fora é que ouviram os disparos e os impactos das balas na cobertura metálica do pavilhão".
.
De tiros para o ar está Sócrates habituado: basta ouvir, de 15 em 15 dias, o “foguetório” no Parlamento: Portas, Santana ou Louçã são peritos nos tiros que só servem para fazer barulho na sua “cobertura metálica”…
..

O mundo antes e depois de Sócrates

porque as reformas são essenciais nos dias de hoje
Foto da agência Lusa; fonte da notícia: Destak 28/Jun/2008
José Sócrates referiu esta tarde, 27 de Junho, em Faro, que «num mundo em mudança, o maior crime é ficar parado», asseverando que o PS teve «uma maioria absoluta para modernizar Portugal».

Sócrates discursava no encerramento do curso «Política e Administração Pública», da Universidade Meridional.

Sócrates afirmou que «nós não tivemos uma maioria absoluta para deixar tudo como estava», acrescentando que foi eleito para «res-ponder aos problemas do País com reformas» e, recordando as refor-mas efectuadas pelo Governo nos últimos três anos, o primeiro-mi-nistro destacou as mudanças na Segurança Social, os impactos do programa Simplex,a facilidade de criação de empresas “numa hora”, a redução, em 25 por cento, do número de organismos do Estado e a diminuição do número de funcionários, que diminuiu em 40 mil.

Sócrates referiu-se ainda, longamente, ao novo Código do Traba-lho: «um novo compromisso laboral» para permitir «mais flexibilida-de às empresas» e «combater a precaridade», lembrando, por exemplo, a implementação do denominado «contrato intermitente».

Em suma: «as reformas são essenciais nos dias de hoje», e «o maior crime é ficar parado». E, talvez para não ficar parado, meteu-se no carro e rumou a Portimão, para um novo comício.

Sócrates referira várias vezes que «nos últimos 40 anos» ninguém fizera nada neste ou naquele domínio e nós, ao ler à noite as notícias sobre o evento, ficámos a pensar: se com este Governo só foram feitas coisas boas… por que razão a minha família vive pior que há vinte anos atrás?
..

sexta-feira, 27 de junho de 2008

A toxicodependência e a comunidade

um problema que quarteira vai debater
Na tarde de amanhã, sábado, dia 28, com início às 15.00 horas, debate-se, na Junta de Freguesia de Quarteira "A problemática da toxicodependência na comunidade".

Segundo os promotores da iniciativa - o PS de Quarteira -, o debate visa “a reflexão e a partilha de ideias sobre temas ligados à toxicodependência, à importância da família e da comunidade, em contextos preventivos e terapêuticos”.

O debate será orientado por um lote de especialistas ligados aos CATs e à Unidade de Prevenção do Algarve.

Numa cidade tão profundamente afectada pelos problemas directa e indirectamente ligados à toxicodependência, serão sempre de grande utilidade conferências ou actos como este. Todos nós, cidadãos sempre dispostos à opinião ligeira, precisamos de ser abanados e chamados à realidade, confrontados pela existência de problemas que o próprio estilo de vida, que todos nós acabamos por levar, frequentemente não nos permitem sequer ter tempo para reflectir.
..

O «Europeu» já (se) foi…

vêm aí os jogos olímpicos de pequim
Esgotado que foi o “amor pátrio” expresso na bandeirinha no carro e entretecido à volta de um brasileiro que trouxe mais brasileiros para representar a selecção de futebolistas portugueses, vamos ver se sobrou algum entusiasmo para apoiar os atletas portugueses que vão estar em Pequim, a defender as camisolas com as cores nacionais.

O ‘Calçadão’ diz-lhe quais são esses atletas, uma vez que a delegação olímpica portuguesa está praticamente definida. São 71 os portugueses já qualificados para os Jogos Olímpicos 2008; mas podem ir ainda até aos 75. Como sempre, o atletismo, com 24, representa a fatia mais importante.

Aqui fica a relação, por modalidades:

Atletismo
Naide Gomes (salto em comprimento), Clarisse Cruz e Sara Moreira (3000 m. obstáculos), Vânia Silva (martelo), Sílvia Cruz (dardo), Elisabete Tavares e Sandra Tavares (vara), Ana Cabecinha ,Inês Henriques, Maribel Gonçalves, Susana Feitor e Vera Santos (20 km marcha), Jéssica Augusto (5000 metros), Ana Dias, Inês Monteiro, Leonor Carneiro e Marisa Barros (maratona), Paulo Gomes e Hélder Ornelas (maratona), Francis Obikwelu (100 e 200 metros), Arnaldo Abrantes (200 metros), Edivaldo Monteiro (400 m. barreiras), Nélson Évora (triplo salto), Marco Fortes (peso), João Vieira (20 km e 50 km marcha), Sérgio Vieira (20 km marcha), António Pereira e Augusto Cardoso (50 km marcha)

Badminton - Ana Moura (singulares feminino) e Marco Vasconcelos (singulares masculino)

Canoagem - Emanuel Silva (K1 1000) e Teresa Portela (K1 500)

Ciclismo - 3 atletas a nomear para a prova de estrada e 1 atleta a nomear para contra-relógio individual

Equitação - Miguel Ralão Duarte e Carlos Pinto (dressage individual)

Esgrima - Débora Nogueira (florete) e Joaquim Videira (espada)

Judo
Ana Hormigo (-48 kgs), Telma Monteiro (-52 kgs), Pedro Dias (-66 kgs), João Pina (-73 kgs), João Neto (-81 kgs)

Natação
Tiago Venâncio (100 e 200 metros livres), Diogo Carvalho (200 metros estilos), Fernando Costa (1500 metros livres), Diana Gomes (100 e 200 metros bruços), Carlos Almeida (200 metros bruços), Sara Oliveira (100 e 200 metros mariposa), Pedro Oliveira (200m costas e 200m mariposa), Simão Morgado (100 metros mariposa), Daniela Inácio (100 metros mariposa), Arsenyi Lavrentyev (100 metros mariposa)

Remo - Nuno Mendes e Pedro Fraga (LM 2x)

Taekwondo - Pedro Póvoa (-58 kg)

Ténis de mesa - João Pedro Monteiro, Marcos Freitas e Tiago Apolónia (singulares)

Tiro - João Costa (pistola livre)

Tiro armas de caça - Manuel Vieira da Silva (trap - fosso olímpico)

Trampolins - Ana Rente (feminino) e Diogo Ganchinho (masculino)

Triatlo - Vanessa Fernandes (feminino), Bruno Pais e Duarte Marques (masculino)

Vela
Afonso Domingos - Bernardo Santos (star), Álvaro Marinho e Miguel Nunes (470), Jorge Lima - Francisco Andrade (49er), Gustavo Lima (laser), João Rodrigues (prancha RS:X)

Vicente Moura, presidente do Comité Olímpico de Portugal, disse ontem, na apresentação dos documentários sobre 6 das esperanças portuguesas que irão passar, no próximo dia 6 de Julho, na televisão, que delegação portuguesa é composta por atletas de "craveira", com a melhor preparação de sempre.

O presidente do COIP afirmou ainda que "o desporto português passou já o tempo das vitórias morais. Vamos lutar e igual para igual. Já passámos a fase de estar só por estar, para a fase de lutar pelos lugares do pódio”.

Tem piada!… pensava eu que a última vitória moral portuguesa foi agora, no «Europeu» construído nas nuvens, que vai ser ganho pela Espanha… se derrotar a Alemanha.
..

quinta-feira, 26 de junho de 2008

Mais um governante em Vilamoura

para falar de mediação em conflitos laborais
Depois de o primeiro ministro ter dado uma vista de olhos ao “esta-do da região”, é a vez de recebermos, em Quarteira, o secretário de Estado da Justiça.

João Tiago da Silveira, estará numa conferência, na segunda-feira, dia 30, às 15.00 horas, no Marinotel de Vilamoura, para presidir à cerimónia de apresentação do «Sistema de Mediação Laboral».

Segundo a informação recebida, a reunião servirá para esclarecer - “sobre as vantagens da utilização deste sistema para uma melhor e mais rápida resolução dos conflitos laborais”.

Bom, lá teremos de ir dar uma olhadela à reunião; porque como as coisas estão… conflitos laborais é coisa que não deverá faltar, no futuro próximo. É que, casa onde não há pão…
..

Primeiro Ministro vem ao Algarve

avaliar “o estado da região” - 'tá tudo porreiro, pá!
Sócrates dedica ao Algarve a próxima 6ª feira, dia 27. Depois de almoço, estará no Campus da Penha, da Universidade do Algarve, para o encerramento de um curso de “Política e Administração Pública” organizado pelo PS/Algarve, destinado à preparação política de futuros quadros.

Sócrates vai dar a última lição do curso, abordando questões relacionadas ao tema “Portugal - presente e futuro”

À noite, o primeiro ministro socialista jantará com militantes em Portimão e aí fará a apresentação das conclusões do relatório sobre as “Políticas de apoio às famílias”, no âmbito do “Estado da Região” e que resulta de investigação e análise junto dos agentes de protecção social, saúde e educação.

Bom, a gente dá uma ajudinha: o estado da região… está à vista de todos. O estado das instituições… está só à vista (ou debaixo da mira) dos «boys». E o estado dos cidadãos… esse, é, no mínimo, de uma grande incomodidade...
..

quarta-feira, 25 de junho de 2008

Jogos Olímpicos - Pequim 2008

aí vão os portugueses
São 71 os portugueses já qualificados para os Jogos Olímpicos 2008; mas podem ir ainda até aos 75. Como sempre, o atletismo, com 24 representa a fatia mais importante.

Aqui fica a relação, por modalidades:

Atletismo
Naide Gomes (salto em comprimento), Clarisse Cruz e Sara Moreira (3000 m. obstáculos), Vânia Silva (martelo), Sílvia Cruz (dardo), Elisabete Tavares e Sandra Tavares (vara), Ana Cabecinha ,Inês Henriques, Maribel Gonçalves, Susana Feitor e Vera Santos (20 km marcha), Jéssica Augusto (5000 metros), Ana Dias, Inês Monteiro, Leonor Carneiro e Marisa Barros (maratona), Paulo Gomes e Hélder Ornelas (maratona), Francis Obikwelu (100 e 200 metros), Arnaldo Abrantes (200 metros), Edivaldo Monteiro (400 m. barreiras), Nélson Évora (triplo salto), Marco Fortes (peso), João Vieira (20 km e 50 km marcha), Sérgio Vieira (20 km marcha), António Pereira e Augusto Cardoso (50 km marcha)

Badminton
Ana Moura (singulares feminino) e Marco Vasconcelos (singulares masculino)

Canoagem
Emanuel Silva (K1 1000) e Teresa Portela (K1 500)

Ciclismo
3 atletas a nomear para a prova de estrada e 1 atleta a nomear para contra-relógio individual

Equitação
Miguel Ralão Duarte e Carlos Pinto (dressage individual)

Esgrima
Débora Nogueira (florete) e Joaquim Videira (espada)

Judo
Ana Hormigo (-48 kgs), Telma Monteiro (-52 kgs), Pedro Dias (-66 kgs), João Pina (-73 kgs),
João Neto (-81 kgs)

Natação
Tiago Venâncio (100 e 200 metros Livres), Diogo Carvalho (200 metros Estilos), Fernando Costa (1500 metros Livres), Diana Gomes (100 e 200 metros Bruços), Carlos Almeida (200 metros Bruços), Sara Oliveira (100 e 200 metros Mariposa), Pedro Oliveira (200m Costas e 200m Mariposa), Simão Morgado (100 metros Mariposa), Daniela Inácio (100 metros Mariposa), Arsenyi Lavrentyev (100 metros Mariposa)

Remo
Nuno Mendes e Pedro Fraga (LM 2x)

Taekwondo
Pedro Póvoa (-58 kg)

Ténis de Mesa
João Pedro Monteiro, Marcos Freitas e Tiago Apolónia (singulares)

Tiro
João Costa (pistola livre)

Tiro armas de caça
Manuel Vieira da Silva (trap - fosso olímpico)

Trampolins
Ana Rente (feminino) e Diogo Ganchinho (masculino)

Triatlo
Vanessa Fernandes (feminino), Bruno Pais e Duarte Marques (masculino)

Vela
Afonso Domingos - Bernardo Santos (star), Álvaro Marinho e Miguel Nunes (470), Jorge Lima - Francisco Andrade (49er), Gustavo Lima (laser), João Rodrigues (prancha RS:X)

O Comité Olímpico Português "garante" que vão trazer pelo menos seis medalhas e 60 pontos...

Garante? Como?
..

Quarteira em sessão de Câmara

só se sabem as coisas por portas e travessas
O vereador Possolo Viegas terá ontem dito a um amigo comum, que hoje, na sessão de 4ª feira da Câmara Municipal, irão ser discutidos assuntos que dizem respeito à vida de Quarteira. Ao que parece (a informação foi vaga), o assunto dirá respeito à futura zona de expansão Norte-Nordeste ou à ligação Marginal-Vilamoura.

Que seja em boa hora e para bem da freguesia. Só é pena que a gente só possa saber as coisas que nos dizem respeito através de "inconfidências" de pessoas amigas. São "segredos de Estado" que não podem ter divulgação atempada?

E, já agora, que os vereadores de ambas as cores se recordem que os interessdes da cidade de Quarteira se devem sobrepôr a posições político-partidárias, a bem do Progresso e em nome do Futuro.
..

Festival Med arranca hoje

anuncia-se “world music” e gastronomia
Arranca hoje o «Festival Med», no centro histórico de Loulé. Trata- -- -se de um festival que tem ido vingando, de ano para ano, à medida que os seus criadores e impulsionadores iniciais vão sendo postos na prateleira (onde estão o Eduardo Manuel e o pessoal da Casa da Cultura?) e substituídos por outros mais “confortáveis”.

Não é que o festival não melhore de ano para ano – o contrário é que seria de admirar, ainda que a sua filosofia tenha vindo a ser um tanto alterada progressivamente.

Assim, a «música do Mediterrâneo» deu, quase em definitivo, lugar à «world music» (dizer “música do mundo” parece plebeísmo, não?) e o festival vai-se tornando cada vez mais cosmopolita.

A nossa opinião é de que se trata do evento mais marcante que se faz actualmente no concelho (depois de, prática e deliberadamen-te, se ter ido progressivamente “matando” o festival de jazz) e só temos pena de que ele se realize nesta altura do ano, ajudando a aniquilar qualquer tentativa de reavivar as tradições dos “Santos Populares”.

Esta noite, por volta das 23.00 horas (amanhã não se trabalha?), sobem ao palco os israelitas "Balkan Beat Box”, que interpretarão ritmos das Balcãs, da Espanha, do Norte de África, “com sonoridades turcas e marroquinas e electrónica” (sic - CML).

Depois, até domingo, esperam-se cerca de 40 concertos, para os quais, ainda ontem, a Câmara de Loulé anunciou substituições.

Se não tem sono, se não trabalha amanhã, se é curioso e gosta de "barulho" e muita gente junta, se tem, pelo menos 10 eurinhos “por cabeça” para pagar a entrada… força!
..

terça-feira, 24 de junho de 2008

Hoje é o Dia do Cigano

política de inclusão social ou auto-defesa?
Ao longo dos séculos, a “cultura ocidental” foi construindo, sobre as comunidades ciganas, um imaginário que foi cristalizando sob a forma de estereótipos.

À volta dos ciganos, as comunidades locais foram tecendo a imagem de um povo que transmite um certo romantismo, associado a um folclore estranho, inspirador duma curiosidade intelectual que, quase sempre deixa transparecer traços de compaixão.

Paralelamente, estas mesmas comunidades locais criam, contra os ciganos, escudos de rejeição através de conceitos alarmistas, pondo em evidência os aspectos mais negativos desses mesmos estereóti-pos que foi criando, e que acabam por remeter para a necessidade de questionar a sua relação com as comunidades ciganas.

A verdade é que os ciganos não constituem uma totalidade homogé-nea; não são linguística, económica, cultural e socialmente iguais.

A identidade cigana é, como já vimos escrito, uma "identidade de resistência", conceptualmente construída na relação com o outro, o não cigano – o “paílho”.

As políticas oficiais foram sempre, no que se refere aos ciganos, políticas de negação das pessoas e da sua cultura.

Ao longo dos séculos, as políticas dos Estados foram sofrendo mutações relativamente aos ciganos: a exclusão, a reclusão e, actualmente, a inclusão.

Ora, os próprios aspectos oficiais da “inclusão”, que actualmente se afirma como o sistema a seguir, tendem a impor uma espécie de esponja destinada a apagar os seus preceitos culturais e étnicos, e a fazer emergir os ciganos como um "problema social", tornando-se necessário "reintegrá-los" no resto da sociedade.

Enquanto as comunidades e os Estados não conseguirem afastar estes conceitos, não será possível uma real inclusão social. Porque a identidade de resistência do cigano será sempre a sua própria auto-defesa.
..

Lá vai a marcha de arquinho sem balão

a sensação do «já visto»
Bom, só para “tirar as coisas a limpo”, lá fui hoje ao Calçadão assistir às exibições das Marchas de Quarteira.

Devo dizer que subscrevo na íntegra tudo o que o José Carlos escreveu no passado dia 16. Talvez que o esquema, por ter perdido a novidade, por ser copiado e recopiado em todo o país e mesmo no Algarve, me dê a impressão de que este modelo está esgotado, não obstante se possa reconhecer o esforço que todos: autarquias, marchantes e organizadores possam pôr na realização do evento.

Por isso, também, a marcha da Rua da Cabine sobressai: traz algumas novidades, mudou alguns elementos estruturais vulgares e soube, ainda, integrar-se no espírito da euforia futebolística do momento (só não esperaria, talvez que a selecção se fosse abaixo tão depressa).

De resto, tudo o que poderia dizer agora já foi dito neste blogue e já o disseram vários comentadores, quando põem em dúvida a forma como são (ou não) rendibilizados os recursos monetários públicos.

Quem sabe se não se poderia repensar a fórmula das actuais marchas, saindo do esquema que, afinal, é seguido em dezenas de vilas e cidades só na região algarvia, roubando o interesse e a “clientela” umas às outras.
..

segunda-feira, 23 de junho de 2008

Concurso de Saltos de Vilamoura

esperamos (sentados) a divulgação dos resultados

Decorreu no passado fim-de-semana, no campo de obstáculos de Vilamoura, o Concurso de Saltos de Vilamoura, onde esteve em disputa um “price money” de 165.000 euros, e constituiu a última etapa do «Portugal Equestrian Tour».

No Grande Prémio Lusort / Turismo de Portugal, venceu o ucraniano Jean Claude Vangeenberhe com Osta Rugs Quintus (0/0-39,03s), secundado pela irlandesa Marion Hughes com Heritage Transmis-sion (0/0-44,14s).

Malta da Costa (na foto), que montou o garanhão SF Guepard de Brekka, ficou em terceiro lugar (0/0-45,48s).

Boas prestações de João Chuva com Pluco T e Marina Frutuoso de Melo com Coltaire Z, ambos com uma primeira mão sem faltas, terminaram a prova em 4º e 7º lugares, respectivamente

O circuito, incluído no «Calendário Allgarve» contou com fraca assistência e, se o ritmo das provas decorreu em excelente cadência, já o mesmo não se pode dizer dos serviços de apoio - já que nem foi feita a divulgação prévia nem, mesmo a pedido, foi possível recolher os resultados de forma satisfatória e atempada.

Assim, com certeza, não se capta o interesse do público!
..

“Conto com todos vós”

foi mensagem de encerramento de manuela

Não há grandes coisas para acrescentar sobre o Congresso do PSD. Manuela Ferreira Leite deu uma lição de sobriedade e inteligência. Mesmo quando proferiu alguns “excessos” contra Sócrates, sabíamos que era para agradar a uns quantos fundamentalistas.
.....................
Venceu claramente, com o seu estilo de sobriedade – o estilo que pretende conferir ao partido. Até com a imprensa soube “explicar” sem nada precisar de dizer, que só falará quando quiser e do que quiser e entender oportuno.

As novidades maiores foram o regresso da cor laranja (mandando às urtigas o azul de Menezes) e juntando às setas do Partido, o Escudo Nacional.

A lista de Ferreira Leite para a Comissão Política Nacional recebeu 65,8% dos votos (529 dos 804 congressistas) e, para além dos vice presidentes a comissão contará com os seus dez vogais: António Marques, Fernando Ribeiro Marques, Francisco Araújo, Jaime Marta Soares, José Eduardo Martins, Marco de Almeida, Maria das Mercês Borges, Paulo Marcelo, Ricardo Rio e Vasco Cunha.

Santana Lopes e os seus apoiantes foram os grandes derrotados: só conseguiu 5 delegados, para o Conselho Nacional, contra 16 de Passos Coelho e 20 de Manuela… Mas vão ver que o homem ainda continua a pensar que é alguém.

E, para não perder tempo, Manuela decidiu que, hoje mesmo, depois de almoço, reunirá, pela primeira vez, a nova Comissão Política. Ao Congresso deixou a principal mensagem, sem efusões: "Conto com todos vós".

Pode dizer-se que foi um «congresso de trabalho», sem balões nem fumos, nem «meninos guerreiros» nem papelinhos a cair do tecto.

Quanto à “massa algarvia”… Bom, que esperavam? Já basta de disparates! Mas as próximas eleições ainda vão, com certeza, reflectir o clima errático que foi assumido nos últimos tempos, pois tudo foi “minado” pelas bizarras interpretações de Mendes Bota. Oxalá que, pelo menos, Macário consiga vencer.

Quanto mais não seja, para nos vermos livres de… calçado desadaptado aos tempos que correm.
..

É disto que eles gostam

coitados, então? - precisam de se divertir
Foto de: José Manuel Ribeiro/Reuters
José Manuel Durão Barroso que é um dos primeiros-ministros que deixaram “à francesa” o Governo de Portugal, e é presidente da Comissão Europeia, foi ontem “entronizado”, no Porto, como confrade da «Confraria do Vinho do Porto».

Não foram revelados pormenores nem se conhece a quantidade de líquido sacrificado por tais confrades, na "cerimónia".

Pode parecer uma palhaçada, podem os chapéus dar-lhes o ar mais ridículo do mundo e podem os capotes dar-lhes o aspecto de polichinelos. Podem fazer figuras mais ou menos imbecis.
Mas eles gostam.
..

Vitórias no atletismo não valem bandeiras?

selecções masculina e feminina vão à superliga
As selecções portuguesas de atletismo masculina e feminina garanti-ram hoje, em Leiria, no Grupo A da I Liga da Taça da Europa, entra-da directa na Superliga de 2009, que vai ser disputada em Portugal.

Colectivamente, as equipas de Portugal conquistaram: o terceiro lugar em masculinos e o quinto em femininos, mas a soma das duas pontuações garantiu um lugar inédito entre as 12 melhores selecções europeias que vão disputar a Superliga, que reúne a elite do atletismo europeu. No sector masculino, os portugueses falharam a vitória por muito pouco, numa competição marcada pelo equilíbrio: a selecção nacional terminou com 105 pontos, depois da República Checa e da Holanda, ambas com 106.

Individualmente, o destaque vai para Nélson Évora, que contribuiu com as vitórias para Portugal, no salto em comprimento e triplo salto, Francis Obikwelu, que venceu os 100 metros e a estafeta de 4x100 também em primeiro lugar. Rui Silva (5000 metros), Ricardo Ribas (3000 metros), Edivaldo Monteiro (400 metros barreiras) e a estafeta de 4x400 metros subiram ao segundo lugar no pódio. Marco Fortes (peso) foi o único terceiro classificado masculino de Portugal.

No sector feminino, Portugal chegou ao fim com apenas 84 pontos e Naide Gomes, no comprimento, conquistou a única vitória feminina das portuguesas, que conseguiram vários segundos lugares: Helena Tavares (vara), Jéssica Augusto (3000 metros), Sara Moreira (3000 obstáculos), Fernanda Ribeiro (5000 metros) e Sílvia Cruz (dardo).

Não se ouviram carros buzinar... Todo o orgulho que os portugueses sentem com as vitórias do futebol esgotou-se já? Estes desportista que não ganham milhões, não merecem o nosso aplauso e as nossas bandeiras?

Mas os jornais e as televisões só falam da bola, pois é...
..

domingo, 22 de junho de 2008

Imigrantes ilegais... em Democracia

«directiva de retorno» ou retorno ao passado?
--------- "1. Todas as pessoas têm direito a circular livremente e a ----------------- escolher a sua residência no território de um Estado.
---------- 2. Todas as pessoas têm direito a sair de qualquer país, ------------------ inclusivamente o próprio, e a regressar ao seu país
”.
-------------- ( Declaração Universal dos Direitos Humanos, 1948 )

O blogue «Movimento Apartidário da Cidade de Loulé», escrevia há poucos dias:

"O Parlamento Europeu aprovou hoje a lei para expulsão de emigrantes ilegais. A «Directiva de Retorno» passa a criminalizar os imigrantes ilegais e estes, as suas famílias e até menores sozinhos, poderão ser detidos até 18 meses sem direito a julgamento.
Os mesmos líderes europeus que recusam o voto democrático do povo que querem governar, são aqueles que recusam o mais elementar bom senso no cumprimento dos direitos humanos em prol da defesa dos mais pobres e excluídos de um mundo tremendamente assimétrico e injusto.
O mundo global em que vivemos permite a livre circulação do capital económico e financeiro ao toque de um clique de um rato, mas impede a livre circulação de pessoas, sobretudo, dos mais indigentes que habitam o mundo social.(…)"
in blogue «Movimento Apartidário da Cidade de Loulé», por João Martins, 18 de Junho

A «Directiva de retorno» quer dizer, sem mais nem menos, que admite a detenção, até 18 meses, de um ser humano - seja homem, mulher, adulto ou menor - sem ter sido condenado ou sem ter cometido qualquer crime que não seja querer melhorar a sua vida e a dos seus.

O que se faz em nome da Democracia!
..

PSD já conhece equipa de Manuela

líder sem contemplações nem dúvidas
Manuela Ferreira Leite anunciou, esta noite, ao congresso do PSD, os nomes da sua equipa.
..
Rui Rio, José Pedro Aguiar Branco, António Borges, Castro Almeida, Paulo Mota Pinto e Sofia Galvão serão os seis vice-presidentes do PSD.
..
Morais Sarmento vai ser o presidente do Conselho de Jurisdição; Rui Machete presidente da Mesa do Congresso; Luís Marques Guedes vai ser o secretário-geral e o presidente da Comissão de Relações Internacionais será José Luís Arnaut, o deputado que Santana Lopes tinha “dispensado” de presidente da Comissão Parlamentar de Negócios Estrangeiros.

Os primeiros três nomes do Conselho Nacional são António Capucho, Mota Amaral e Alexandre Relvas.

Por aquilo que foi possível saber de Guimarães, as laranjas do Algarve não parece terem merecido grandes preferências à nova líder. Esperemos que, amanhã à noite, o ‘Calçadão’ já possa falar sobre isso.
..

Campos de Trabalho Internacionais

para jovens entre os 18 e os 30 anos
Numa iniciativa da Secretaria de Estado da Juventude e do Desporto, estão abertas as inscrições, no IPJ, para os campos de trabalho que funcionam no âmbito do Programa Mobilidade e Intercâmbio para Jovens.

Os «campos de trabalho», que recebem jovens residentes em territó-rio nacional e jovens estrangeiros com idades entre os 18 e os 30 anos, visam promover a mobilidade e o intercâmbio através de actividades que incentivem a troca de experiências e o conhecimen-to de novas realidades sócio-culturais, facilitando o relacionamento de jovens portugueses com jovens de outros países.

Os Campos de Trabalho Internacionais, em Portugal, decorrem entre Julho e Setembro e têm uma duração máxima de 15 dias; os que funcionam no estrangeiro, decorrem durante todo o ano, em países de África, América, Ásia e Europa.
..

sábado, 21 de junho de 2008

Uma vez mais a "Universidade de Zé Mendes"

universidade internacional procura responsáveis
e demarca-se do que se passou em Quarteira
A entidade proprietária e administradora da Universidade Internacional, a propósito da “instalação de um curso universitário de Direito em Quarteira” e do acto oficial da responsabilidade exclusiva do seu presidente da Junta de Freguesia, emitiu o seguinte comunicado:

Tomámos conhecimento através da Imprensa e da Inspecção Geral do Ensino Superior / Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior – com marcação inspectiva para a manhã de hoje dia 19 de Junho de 2008 – de um site na Internet sob epígrafe http://www.uninternacionalg.com/, onde se noticia a abertura de cursos de licenciatura em Quarteira, indicando o próprio corpo docente de Universidade Internacional.

De imediato, a Universidade Internacional e a sua entidade instituidora SIPEC – Sociedade Internacional de Promoção de Ensino e Cultura S. A. Iniciaram as diligências adequadas e conducentes ao apuramento das circunstâncias e autoria do referido site. E, esta manha, a Universidade Internacional recebeu e conferenciou nas suas instalações com a Senhora Inspectora Geral do Ensino Superior, com o objectivo de não só clarificar-se cabalmente a situação perante as instituições oficiais como também de apurar-se responsabilidades pessoais.

Nem a Universidade Internacional nem a sua entidade instituidora SIPEC são autores, directa ou indirectamente, de tal site nem das informações ou notícia nele contidas.

A existência de tal site, bem como todo o seu conteúdo, é completamente alheia quer à Universidade Internacional quer à SIPEC. E, é contrária à vontade e interesses académicos e empresariais das mesmas.

Quem quer que tenha sido o autor de tal site e respectiva informa-ção agiu à revelia da Universidade Internacional e da SIPEC, em manifesto e responsabilizável abuso, já que nem a Universidade nem a sua entidade instituidora alguma vez tiveram intenção, sequer, de abrir cursos de licenciatura em qualquer localidade do Algarve.

A Universidade Internacional exerce a sua actividade em Lisboa, como é bem conhecido desde há muitos anos de académicos e do público em geral (
http://www.uinternacional.pt/).
A Administração da UI


Tal como prevíramos quando alertámos pela primeira vez, ao que tudo leva a crer, estávamos em presença de dois actos condenáveis:

- de um “conto do vigário” de eventual responsabilidade de um professor de Direito mas à revelia da Universidade Internacional e
- de uma manobra... pouco transparente de José Mendes, ao procurar tirar dividendos desse mesmo “conto do vigário”, para recolher os “louros” de ser o “instalador” de uma universidade em Quarteira.
..

Por bem querer ou por ignorância?

ingenuidade do presidente da junta
A propósito da presumível instalação de um curso universitário de Direito, o jornal ‘Público’ de ontem , num artigo intitulado “Universidade Internacional nega ter assinado protocolo para abrir extensão no Algarve” esclarece:

"A Universidade Internacional (UI) nega ter qualquer acordo com a Junta de Freguesia da Quarteira para abrir uma extensão da instituição naquela cidade. A verdade é que, em nome da Internacional, um professor de Direito assinou um acordo com o presidente da junta, com o objectivo de oferecer o curso de Direito, a partir do próximo ano e em regime nocturno, nas instalações da Escola Secundária Dra. Laura Ayres.
O professor é Lúcio Pimentel, um dos últimos responsáveis pela entidade instituidora da Universidade Independente, que foi encerrada há cerca de um ano pelo ministro Mariano Gago.
No passado dia 13, Lúcio Pimentel e Carlos Fraga, dois professores da UI, deslocaram-se a Quarteira para assinar um "acordo de cooperação" com a freguesia. O objectivo, explica Carlos Fraga, é pôr em prática uma proposta que foi discutida no conselho científico da universidade, há cerca de dois meses: fazer um "desdobramento" do curso de Direito para o Algarve, de maneira a evitar que os estudantes tenham de se deslocar até Lisboa. "Trazer a universidade para junto dos alunos", diz ao telefone, frisando que a única pessoa que assinou o acordo foi Lúcio Pimentel. O ‘Público’ tentou o contacto com Lúcio Pimentel, sem sucesso. Carlos Fraga afirma que quer o conselho científico, quer o director do curso de Direito de Lisboa, Álvaro Dias, e o secretário-geral da universidade, Rui Abreu, tinham conhecimento do acordo.
O presidente do conselho de administração da Sociedade Internacional de Promoção de Ensino e Cultura (SIPEC), a entidade instituidora da UI, Mendes Vigo declara: "O conselho científico não tem poderes para definir estratégias económicas ou de expansão da universidade. Essas têm de ser aprovadas pela administração da empresa." Mendes Vigo diz ainda que Álvaro Dias não tem nenhum cargo nos conselhos científico e administrativo; e que "o nome do secretário-geral foi utilizado, [mas que] Rui Abreu não ia fazer contrato nenhum".
A SIPEC tomou conhecimento da situação através da Inspecção-Geral do Ensino Superior, que pediu esclarecimentos sobre a Universidade Internacional do Algarve.
A entidade já disse a José Mendes, presidente da Junta de Freguesia da Quarteira, e a Manuela Amorim, presidente do conselho executivo da secundária Dra. Laura Ayres que não é responsável por qualquer protocolo.
José Mendes confessa que fez o acordo "de boa vontade porque era uma oportunidade para a população de ter uma universidade próximo da sua porta". Foi a junta que negociou com a secundária a cedência de salas para as aulas funcionarem em regime nocturno. Da parte da escola, foi pedida autorização à direcção regional de Educação para poder ceder as salas. A SIPEC considera que o que se passou foi um "acto abusivo" e está a apurar as responsabilidades
.
"

Não estão em causa as boas intenções do presidente da Junta de Freguesia, certamente movido pelos melhores propósitos.

O que se lhe pode “criticar” é, por um lado, tomar procedimentos à revelia da “Carta Educativa do Concelho de Loulé” e, por outro lado, uma ingenuidade inesperada num autarca com tantos anos de exercício.

Mais criticável será a posição do vereador do pelouro da Educação, Possolo Viegas, que esteve no acto dizendo-se em representação do presidente da câmara, o que, posteriormente terá desmentido, ao afirmar que esteve presente apenas “como cidadão de Quarteira”. Esquece-se Possolo Viegas que “os cidadãos de Quarteira” não tomam assento na mesa da presidência.

O desdobramento de um curso, para evitar que os alunos tenham de se deslocar a Lisboa é um acto corriqueiro, de âmbito pessoal e que, normalmente, decorre de acordo entre as universidades e os próprios alunos: já houve gente de Quarteira que, por exemplo, tirou um curso de Direito, deslocando-se os professores a Faro (e expensas dos próprios alunos, evidentemente). A pró-pria Universidade do Algarve permite que professores seus se desloquem a Mértola para ministrarem ali um curso de mestrado, uma vez que a totalidade dos alunos residem próximo dessa vila.

São situações normais, por esse país fora, mas onde as autar-quias não se devem meter; sobretudo para evitar confusões como aquela em que, neste momento, José Mendes se meteu, ainda que bem intencionadamente, e da qual o próprio presidente da Câmara já se demarcou, na reunião camarária da passada 4ª feira.

É que todos ainda temos bem presente na memória o caso da Escola Profissional de Quarteira, de onde a autarquia saiu chamuscada… por boas intenções.

Uma vez, chega! Quarteira não merece ver o seu nome arrastado na lama uma vez mais. E, desta vez, pelas mãos dos seus próprios autarcas.
..

Não percam tempo a ler nas entrelinhas

porque manuela fala tudo nas linhas
Foto de Estela Silva / Lusa
Começou o Congresso do PSD. Tem o número XXXI e é um grande 31 o que Ferreira Leite terá para resolver, para reunir aquela família desunida.

Outro 31… é o meu, por ter de falar no Congresso do PSD; por isso vou falar pouco. Quando o Lourenço voltar, ele que fale, se quiser. Por telefone, foi dizendo que gostou das palavras de Manuela Ferreira Leite, e que ela não admite «blocos centrais» senão para as autarquias. Não percebi bem se foi isso que o Lourenço disse que ela disse.

Certo, certo, é que foi avisando que não está para perder tempo com estratégias para dentro do partido e que os outros não percam tempo a tentar descobrir o que ela diz nas entrelinhas, porque ela “fala tudo nas linhas”.

Isso não percebo mesmo: se o Lourenço disse que ela fez um “discurso à Cavavo” e o Cavaco gosta tanto de falar nas entrelinhas…

E pronto: o resto foi bater no Sócrates; o que nem admira, já que ele se tem posto mesmo a jeito.
..

sexta-feira, 20 de junho de 2008

Curso de Direito em Quarteira: sim ou não?

associação do ensino superior privado diz que não
Uma notícia do semanário «Sol», com proveniência da Lusa, publicita uma nota emitida pela Associação Portuguesa do Ensino Superior Privado em que se aconselha a “pedir esclarecimentos junto das entidades competentes” aos eventuais interessados em frequentar o curso de Direito anunciado na sexta-feira passada, ao ser assinado “um acordo de cooperação entre a Escola Secundária Dra. Laura Ayres, a Junta de Freguesia de Quarteira e a Universidade Internacional de Lisboa, que torna possível frequentar no Algarve uma Licenciatura em Direito totalmente adaptada ao processo de Bolonha”.

Ora, segundo se diz na nota daquela associação, “não existe o reconhecimento público da Universidade Internacional, no Algarve, nem o curso de Direito anunciado está reconhecido e autorizado para funcionar nas instalações anunciadas”; acrescenta que a formação numa universidade “sem o prévio reconhecimento de interesse público nos termos da lei determina a irrelevância, para todos os efeitos, do ensino ministrado no estabelecimento”.

A Lusa acrescenta que todos os esforços para clarificar a situação junto da Universidade Internacional, não teriam obtido resultados, até à hora de divulgação da notícia.

O Calçadão pode acrescentar que, no final de Maio de 2007, o Ministério do Ensino Superior retirara à Universidade Internacional o reconhecimento de interesse público, requisito indispensável ao seu funcionamento, com a seguinte justificação:

"Nas informações elaboradas pela Direcção-geral do Ensino Superior referentes à Universidade Internacional de Lisboa e à Universidade Internacional da Figueira da Foz ficou provado que estes estabelecimentos não possuem as condições mínimas exigidas pela lei para continuarem a ser reconhecidos como instituições de interesse público, requisito indispensável de funcionamento".

E acrescentava: "Com efeito, nem estão em funcionamento os cursos exigidos por lei nem, relativamente aos cursos abertos, o corpo docente cumpre os requisitos mínimos indispensáveis".

Por isso mesmo, pensámos que o anúncio da assinatura do acordo de cooperação para entrada em funcionamento do Curso da Licenciatura de Direito em Quarteira, significasse que a instituição teria contestado o despacho e a tutela tivesse anulado a medida anunciada. Afinal, parece que as coisas estão ainda muito confusas. Aguardemos o desenvolvimento nos próximos dias.

E que tudo se possa resolver da melhor forma. Para que se não venham a repetir as situações de triste memória que, num passado ainda recente, marcou o destino da então “Escola Profissional de Quarteira”.
..

Acabou o sonho e a euforia

agora podemos discutir portugal?
Nuno Gomes aponta o primeiro dos dois golos portugueses.
Portugal despediu-se esta noite do Euro-2008 de futebol, ao perder com a Alemanha, por 3-2, nos quartos-de-final do torneio.

Dois erros defensivos e a dar razão aos que nunca acreditaram num Ricardo com pouca visão de jogo; uma perdida incrível no joelho de Moutinho, aos 20 minutos; e um treinador sentado durante os 90 minutos, como qualquer espectador, justificaram a eliminação.

O resto? Ora, a selecção do senhor Scolari foi ao Europeu, ganhou dois jogos e perdeu outros dois: um contra uma equipa suiça que nunca tinha ganho qualquer jogo na fase final de um torneio do género, e outro com uma equipa alemã que apenas se mostrou, até agora, de qualidade sofrível.

Não venham falar em erros do árbitro, nem de azares, nada. Portugal pagou caríssimo, durante anos, a um treinador que, com os jogadores de que dispunha dificilmente poderia ter feito menos do que fez. Agora não o acusem de ter desestabilizado o grupo com o inacreditável anúncio da sua saída quando ele mesmo aconselhara os jogadores a não falar nas suas hipotéticas transferências.
Para nós… já vai tarde.

Acabou a festa depois de uma euforia patética espalhada no país, como se "Amor pátrio", "Orgulho de um Povo" e "Portuguesismo" dependessem de uns pontapés na bola.

Nos próximos dias, as televisões e os jornais vão andar aflitos à procura de um qualquer escândalo para dele fazerem um “assunto nacional”. Acabou-se-lhes, por agora, a mama do futebol.

Pode ser que agora possamos, com calma, discutir o que interessa: Portugal.
..

quinta-feira, 19 de junho de 2008

Dia do Refugiado no Governo Civil

mais um contributo para o anedotário da literaturaNo «Borda d’água» dir-se-á que amanhã será dia de São Qualquer Coisa – se não estamos em erro, será dia de Santo Atanásio de Alexandria. Mas isso é uma referência adequada ao calendário Gregoriano…

No calendário político actual, será o “Dia do Refugiado”, criado na Convenção de 1951, pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados.

O Governo Civil de Faro não deixou passar em branco o evento e, como não podia deixar de ser, brindou-nos com mais uma pérola de fino gosto literário:

“ (…) Muitos portugueses, designadamente no período da Ditadura, conheceram esta amarga e dura realidade, de ser refugiado, em terra estranha, mas que os acolheu generosamente, não raro, como hoje acontece, com muitos estrangeiros, no nosso País.
Tal, como na saga da Emigração, de que esta situação de refugiado é, indubitavelmente uma referência, tem Portugal a dupla experiência de haver feito filhos seus, procurarem terra alheia para viver, como sempre pelo facto de serem oposicionistas à repressão e à coacção das liberdades fundamentais e por outro lado, de modo exponencial significativo no pós – 25 de Abril, de acolher pensadores, escritores, artistas, políticos e, também, de fugidos à guerra, à fome e às calamidades.
Neste «Dia Mundial dos Refugiados» (20 de Junho) a todos envolvemos no mais generoso e democrático amplexo da nossa compreensão, do nosso respeito e da nossa amizade.
Faro, 18 de Junho de 2008, A Governadora Civil, Isilda Varges Gomes”

Indubitavelmente… “de modo exponencial significativo”, assim se apresenta “não raro, como hoje acontece,” mais uma pérola para enriquecer o tesouro das letras portuguesas…
..

quarta-feira, 18 de junho de 2008

Chavez e a Utopia

um homem pode sonhar em nome do seu povo!
Acabo de ver o diálogo Soares – Hugo Chávez na televisão. Quem disse que Chavez é um bronco? Quem disse que não tem ideias?

Por mim, só lhe ouvi um erro (se “erro” é legítimo dizer): Chávez vive os ideais de Thomas More. É o idealismo da Utopia. Portanto, o seu erro maior… é a inocência!

Usando uma expressão que ele usou na entrevista: “A Cristo o que é de Cristo e a César o que é de César”: Chavez é o líder perfeito para a América do Sul, para ajudar esse continente a sair do terceiro mundo.

E poderemos fazer uma alegoria, reportando ainda os termos da entrevista, quando Chávez refere que o ministro da agricultura do Uruguai lhe dizia, apontando as vacas leiteiras que o Uruguai troca por petróleo venezuelano: “Atrás de cada uma destas vacas está a cultura de um povo”; usando a mesma linha de diálogo, digamos que, “atrás da utopia de Chávez está a cultura e o sonho de um povo”.

Chávez subiu dez degraus na minha consideração: porque a minha consideração era formada por aquilo que os media, o mercado-livre ocidental e o capitalismo neo-liberalista implacável quiseram que eu pensasse que era Chávez.

Que nunca se perca o sonho e a utopia!
..

Dia Mundial do Combate à Desertificação

governo civil de faro assinalou à sua maneira
Agora, todos os dias são consagrados a qualquer coisa: umas mais importantes, outras menos; parece que a norma é criar o “dia de”…

Ontem, 17 de Junho, foi o «Dia Mundial do Combate à Seca e à Desertificação». Para nós, portugueses e particularmente para os algarvios, não é um problema menor; ao contrário, começa a ser preocupante a velocidade dos sinais de desertificação progressiva: escassez de água, desaparecimento de espécies vegetais e animais autóctones, salinização dos solos e das camadas freáticas…

Claro que o Governo Civil de Faro não podia deixar passar a data sem dar uma palavrinha sobre o assunto e a governadora brindou- --- -nos com mais uma peça muito… interessante. Ei-la:

“ (…) Importa porém que neste 17 de Junho, consagrado pela ONU, como «Dia Mundial do Combate à Seca e à Desertificação», nos sensibilizemos para a extrema importância deste assunto, de sobremodo olhando para as terríveis situações de autêntica calamidade que se vivem hoje em várias regiões, onde a seca e a desertificação têm causado, de forma avassaladora, a fome, a morte e a emigração desordenada.
A aceitação plena e a cabal vivência das regras de preservação ambiental, o não desperdício da água e uma correcta gestão da sua utilização, o combate aos fogos florestais e outras práticas salutares, dizem-nos que é preciso que a vida, tal como a entendemos e necessário se torna, continue no «Planeta Azul»”.


“Sobremodo” apreciável a “cabal vivência” de um estilo literário… fantástico! E mais não dizemos.
..