já fizeram uma visitinha

Amazing Counters
- desde o dia 14 de Junho de 2007

quinta-feira, 31 de julho de 2008

As massagens na praia

a melhor maneira de encarar o problema...

... é rir dos disparates!
..

Câmara mostra obra “que vai fazer”

porque... não pode mostrar “a que já fez”
Em cima: desenho de projecto da futura escola da Fonte Santa
Até 7 de Agosto, a Câmara de Loulé realiza, na Praça do Mar, uma exposição designada “Novos olhares sobre Quarteira”.

Nela a autarquia vai mostrar “as principais obras previstas para a freguesia”: o futuro quartel dos bombeiros, a escola da Fonte Santa, a “relva sintética” no campo de futebol nº.2, a ligação da avenida Sá Carneiro à Fonte Santa, novas rotundas na avenida Sá Carneiro e a repavimentação da “estrada da Alsakia” - obras em que a CML prevê gastar 10 milhões de euros.

Na exposição mostra-se também o resultado do concurso ideias para a ligação marginal Quarteira-Vilamoura e o plano de urbanização Norte-Nordeste de Quarteira, que permitirá o reordenamento urbano da cidade e a ligação da futura rotunda da avenida de Ceuta com a EM 527.

Se houvesse alguma dúvida de que a campanha eleitoral da Câmara de Loulé já começou, aí está a prova: na ausência de obra feita durante sete anos de mandato, a autarquia de Loulé apresenta, agora, os desenhos e planos… do que se propõe fazer!

Por que razões não fez nada disso, nos sete anos que leva de mandato o executivo actual?
...

Ligação marginal entre a cidade e a marina

já há ideias; vamos ver se são interessantes
Em cima: zona (aproximada) em que se irá realizar a intervenção de requalificação
Em Dezembro do ano passado, a CML lançou o «concurso público de ideias para a zona costeira Poente de Quarteira-Vilamoura», para seleccionar ideias, para a requalificação urbanística daquela zona da cidade, numa área de intervenção de quase 18 hectares, entre o Largo dos Cortes Reais e Vilamoura, ao longo da Vala Real.

Pretende-se que nessa zona venha a ser criado um passeio que dê continuidade à Marginal de Quarteira e valorize a ligação entre a cidade e a estância turística de Vilamoura, integrando o porto de pesca e o futuro mercado abastecedor de Quarteira.

A autarquia divulgou hoje os resultados do concurso: houve cinco propostas concorrentes e a vencedora foi a da firma PROAP – Estudos e Projectos de Arquitectura Paisagista, Lda.

Segundo a Câmara de Loulé, o júri, composto por dois representantes da Câmara Municipal de Loulé e representantes da CCDRAlg, da Ordem dos Arquitectos e da Associação de Arquitectos Paisagistas, distinguiu ainda as propostas de António Cesário da Conceição Moreira e de Neoterritório, Projectos e Construções, Lda., classificando-as, respectivamente, em 2º e 3º lugares. A entrega dos prémios será hoje, às 17.30.

Vamos esperar para ver.
..

Animação em Quarteira turística

pode parecer mentira… mas não é
A Região de Turismo do Algarve acaba de divulgar a agenda cultural, recreativa e desportiva para o mês de Agosto.

É uma extensa lista que, felizmente, cobre todas as cidades, muitas vilas e algumas aldeias algarvias, com centenas de eventos para o próximo mês.

Simplesmente, para Quarteira essa lista indica apenas três eventos: a Feira do Livro e do Artesanato, entre 11 e 24, o concerto com os “Ala dos Namorados”, do dia 13, e o Festival Surfóreggae, em 22 de Agosto!

Culpa da RTA? Com certeza que não. Culpa da incompetência de quem deveria pugnar pelo desenvolvimento e pelo prestígio da cidade, pela animação de Verão e pelo verdadeiro interesse turístico.

E dizia-se há dias, numa nota oficiosa da Câmara de Loulé, que esta autarquia tinha apreço por “Quarteira, um dos pólos turísticos por excelência do concelho e do Algarve”.

Afinal, Câmara e Junta estão a demonstrar, por A+B que estão a zelar por este pólo turístico!... E mais não digo. Que cada um tire as suas ilações.
..

quarta-feira, 30 de julho de 2008

Empresários algarvios reuniram em Quarteira

para discutirem a crise económica
Líderes de cinco associações empresariais do Algarve: Vítor Neto (NERA), Carlos Luís (CEAL), Gilberto Sousa (ACRAL), Elidérico Viegas (AHETA) e Carlos Fernandes (AIHSA) estiveram ontem reunidos, em Quarteira, para reflectirem sobre a situação económica regional e traçar linhas de orientação conjunta para o futuro.
.
O encontro consistiu na troca de opiniões sobre a conjuntura económica nos vários sectores de actividade, principalmente nos relacionados com o turismo, bem como sobre outras questões que preocupam os empresários da região, perante a actual instabilidade dos principais mercados e da economia mundial.

Em análise esteve, também, o acesso das empresas aos fundos comunitários, no âmbito do Programa Operacional do Algarve, e outros temas relacionados com o mercado do trabalho. No final, os dirigentes apontaram para acções coordenadas a nível do Algarve e para a possível tomada de posições conjuntas; e agendaram um novo encontro, para Setembro.

Quando andamos todos com as finanças em baixo, Quarteira torna-se o centro... da análise económica.
..

terça-feira, 29 de julho de 2008

Pois, pois, massagens…

deixem-se lá de esfreganços…
O capitão do Porto de Faro, Reis Ágoas, proibiu, há dias, a prática de kitesurf e windsurf na Ria Formosa; parece que, no seu entender, tais modalidades desportivas são perigosas…
.
A mesma autoridade marítima acaba de proíbir agora massagens nas praias algarvias. Disse o nosso homem aos microfones da TSF, que, com isto, pretende evitar “situações mais íntimas”, porque - “há massagens e massagens” pois “toda a gente sabe como começam mas ninguém sabe como acabam”.

Em causa estão as massagens de cariz comercial em praias concessionadas. Além de levar o tema para a possibilidade das massagens enveredarem para o foro libidinoso, Reis Ágoas diz que “são um perigo para a saúde pública”.

O «Expresso» ouviu Maria de Jesus Garcia do Sindicato Nacional de Massagistas de Recuperação, que considerou "totalmente despropositado invocar a massagem como um perigo para a saúde pública", acrescentando que é "caricato proibir uma técnica que nem sequer está regulamentada".

Ó Maria, pára lá com isso de esfregar o protector solar nas costas do rapaz! Toda a gente sabe como isso começa mas ninguém sabe como vai acabar!
..

Nova campanha de abate de barcos de pesca

parece que continuamos… a pescar demais…
O «Observatório do Algarve» dá a notícia: vem aí nova leva de abates de barcos de pesca.
.
Depois de já ter sido abatida, por iniciativa da Comunidade Europeia, 30 por cento da frota pesqueira do Algarve, os abates vão continuar. segundo a nova regulamentação comunitária, aprovada há duas semanas em Bruxelas.

Diz o Observatório que, em duas semanas já apareceram dois candidatos: o proprietário de uma das 35 embarcações que se dedicam à captura de marisco e outro, de um barco para captura de pescada. Mas o prazo para as candidaturas ao abate decorre ainda, até 31 de Outubro.

Este projecto de abate de embarcações de pesca, o PROMAR, apresenta, porém, uma diferença em relação às anteriores «campanhas de abate»: os «contemplados» podem construir novos barcos se apresentarem e forem aceites as suas candidaturas para “barcos de substituição, mais modernos e tecnologicamente transformados”.

Tudo isto, é claro, para a “preservação dos recursos pesqueiros das águas comunitárias”. Ou seja, cada vez mais haveremos de comer peixinho comprado aos armadores espanhóis…
..

Quatro propostas para o «Algarve Litoral»

para reduzir a sinistralidade na 125
A Concessão Algarve Litoral foi criada para a recuperação da Estrada Nacional 125, com o principal objectivo de reduzir a sinistralidade. Cobre uma extensão total de 273 quilómetros e representa um investimento de 150 milhões de euros.
.
Aberto o respectivo concurso, foram apresentadas quatro propostas, que, segundo informa a agência Lusa, apresentaram valores entre os 294 e os 522 milhões de euros.

Até Setembro serão escolhidas “as duas melhores propostas” e a adjudicação da concessão será no início do próximo ano, para que as obras se concluam até final de 2011.
..

Centros comerciais só em sedes de concelho?

em almancil, não! em portimão... venha mais um
A Comissão Regional de Licenciamento Comercial do Algarve acaba de rejeitar o pedido para instalação de um centro comercial em Almancil, mas apenas adiou a decisão sobre o que poderá vir a ser o maior centro comercial do Algarve, a construir em Portimão.
.
O centro comercial rejeitado em Almancil teria 26.500 metros quadrados; o novo centro comercial de Portimão, se for aprovado, terá 31.700 metros e incluirá o maior hipermercado do Algarve, com 15 mil metros quadrados, e uma zona de lojas com 20 mil.

Que critérios presidirão às tomadas de decisão daquela Comissão Regional que parece querer transformar Portimão numa imensa área comercial, enquanto noutras localidades parece só autorizar a instalação de mercearias de bairro?
..

Novamente o Centro Cultural

só o projecto vai custar 300 mil euros
O “folhetim” à volta do centro cultural de Quarteira tem vindo a arrastar-se há anos. Primeiro, com discussões e posturas, quase sempre mal conduzidas umas e outras, à volta da posse e destino do terreno onde se irá inserir o equipamento; depois, sobre a valia do- «plano de pormenor» proposto, que, de forma surpreendente, depois de aprovado em Assembleia Municipal, voltou à discussão, na rua, com um abaixo-assinado, supostamente promovido pelo Partido Socialista sob a forma de um «movimento expontâneo de gostar de Quarteira».

Traz-nos agora este partido, no blogue dos seus autarcas, a seguinte notícia:

“Pelo valor de 300.000 €, sem especialidades nem arquitectura paisagista e sem IVA, Souto Moura projectará 13.594,93m² distribuídos no essencial por:
1. Parque de Estacionamento (de acordo com o plano de pormenor) - 7.441,23m²

2. Praça situada na cobertura do estacionamento - 3.953,21m²
3. Centro Cultural Auditório para 300 lugares - 400m²
Os vereadores do PS voltaram a insistir que o dito «plano de pormenor do parque de estacionamento e centro cultural de Quarteira» na realidade mais não é que uma mega operação imobiliária, para viabilizar a construção de mais oito blocos habitacionais, a maioria com cinco pisos, e que é à luz deste enquadramento que a proposta de Souto Moura deve ser apreciada.
Não vale a pena argumentar com a autoridade e valia artística do prestigiado arquitecto, que dificilmente ousaríamos contestar, porque o que está em causa é outra coisa.
O que nos interessa saber é a quem vai a Câmara servir com o plano de pormenor em execução: se os interesses do lobby do betão ou as necessidades de vida cultural, espaços verdes, para o convívio e lazer, que cada vez mais são exigidas pelas pessoas? Na opinião dos vereadores do PS a deliberação camarária enferma de vícios vários que os levou a concluir pela ilegalidade da mesma.”
in blogue «Município de Loulé Autarcas eleitos pelo PS», 24/Jul

Com efeito, não vale a pena pôr em causa o prestígio e autoridade do arquitecto do Estádio Municipal de Braga. A qualidade e a compe-tência não se discutem. Mas que é um bocado de dinheiro…lá isso é.

Não entendemos, portanto, qual é a «deliberação camarária» que os autarcas do PS põem em causa: a contratação de Souto Moura ou o já aprovado «plano de pormenor».

Quanto ao resto, saúda-se o aumento das dimensões do auditório para 300 lugares. Já é qualquer coisa mais que os 180 lugares inicialmente anunciados.

Resta saber como irá Souto Moura descalçar a bota de instalar o equipamento cultural, na área restante; porque, sinceramente, a estar correcta a informação dos socialistas, 400 m2 (um quadra-do de 20 metros de lado) parece mais espaço para instalação de um galinheiro que para um centro cultural…
..

segunda-feira, 28 de julho de 2008

Voluntários jovens – precisam-se

para divulgar o complemento social do idoso
Estão abertas as inscrições para o programa «Jovens Solidários» - um programa que pretende implementar o voluntariado jovem de proximidade e intergeracional, promovendo, ao mesmo tempo, o apoio e a coesão social.

O Programa surgido de um protocolo celebrado entre o IPJ, o Instituto da Segurança Social e a Administração Central do Sistema de Saúde, procura jovens voluntários com idade compreendida entre os 18 e os 30 anos, que irão divulgar junto da população idosa, um novo serviço social, o Complemento Social do Idoso e auxiliar no preenchimento dos documentos necessários.

O Programa terá a duração de 6 meses, de Agosto de 2008 a Fevereiro de 2009. Os voluntários terão uma ocupação diária de 4 horas e direito a um ressarcimento máximo de 12€/dia bem como a um seguro de acidentes pessoais e responsabilidade civil.

Toda a informação sobre este programa está disponível em www.juventude.gov.pt, ou a Delegação Regional do Algarve do IPJ, através do email ipj.faro@ipj.pt.
..

domingo, 27 de julho de 2008

Bandeira azul ora-sim, ora-não

vilamoura tão depressa perde como recupera
Na sexta-feira, a «bandeira azul» da Praia de Vilamoura foi arreada- “depois de análises à água balnear revelarem qualidade ‘aceitável’ mas não ‘excelente’".

O «pânico» tomou conta do pessoal e particularmente do concessionário: Vilamoura a perder, outra vez, este ano a bandeira azul, era razão para escândalo.

Por isso, de imediato, foi feita nova colheita para contra-análise.

O resultado chegou ontem, ao fim da manhã, indicando que o resultado das análises indicava já uma boa qualidade da água.

Por isso, o galardão, que havia sido arreado sexta-feira, ia voltar a ser hasteado. E foi.

Seria bom que se esclarecesse por que razão acontecem estas situações. Trata-sede uma das praias mais apelativas e talvez a mais cosmopolita de Quarteira e nunca se sabe que consequências podem advir deste hasteia-arreia-hasteia da bandeira azul numa praia.
..

sábado, 26 de julho de 2008

Antologia

-------------- a délia

Lembras-te, diz, ó Délia, do momento
-------- Que aos teus formosos lábios
Voou dos meus o filho de Ciprina?
-------- Acaso não sentiste
Abrir-se um céu de amor para nós ambos?
-------- Não te bateu no peito
Ansiado o coração de gozo arfando?
-------- Tenro menino que ele er,
Tímido ainda, envergonhado infante:
-------- Quanto depois, ó Délia,
Cresceu de ousado, e se atreveu a quanto!
-------- Quais penetrou sacrários!
De virgíneo pudor que véus teimosos
-------- Não ergueu confiado!
Os prazeres o sabem, e a ventura
-------- Que nos teve no colo…
Eles que o digam – dêmos-lhes licença;
-------- Que o ensinem àqueles
Que tanto como nós inda se amarem,
-------- Se é que os houver no mundo.
Angra, Junho 1821
Almeida Garrett

João Baptista da Silva Leitão e mais tarde visconde de Almeida Garrett, nasceu no Porto em 4 de Fevereiro de 1799 e terminou os seus dias em Lisboa em 9 de Dezembro de 1854.
A vida de Garrett foi tão apaixonante quanto a sua obra. Revolucionário nos anos 20/30 do século XIX, foi Par do Reino, ministro e secretário de Estado honorário. Orador de palavra e reciocínio rápidos, este dramaturgo romântico foi o grande impulsionador do teatro português, propôs a edificação do Teatro Nacional de D. Maria e a criação do Conservatório de arte dramática.
Enquanto isto tudo, Garrett distinguia-se como o tipo perfeito de janota, tornando-se árbitro de elegâncias e príncipe dos salões mundanos. Foi um homem de muitos amores, uma espécie de homem fatal. O poema que acima se transcreve foi um dos muitos que dedicou a Delia, seu grande amor.
Na poesia, Garrett foi um inovador: as duas colectâneas publicadas na última fase da sua vida (Flores sem fruto (1844) e Folhas caídas (1853) introduziram uma espontaneidade e uma simplicidade praticamente desconhecidas na poesia portuguesa anterior - ao lado de poemas de exaltada expressão pessoal e onde os subentendidos conseguem, por vezes torná-los inteligíveis para os menos atentos, surgem pequenas obras-primas de singeleza ímpar da poesia popular quando não das cantigas medievais.
..

sexta-feira, 25 de julho de 2008

Isto, sim, é notícia!

rapaz morde um cão pitbull
Noticia o «Folha de S. Paulo» que um menino de 11 anos mordeu um cão pitbull para se livrar do ataque do animal em Sabará, no Belo Horizonte, no Brasil.

Gabriel Alexandre estava em casa, quando foi atacado pelo cão da família, Titã. De acordo com a avó do garoto, Arlinda Francisca de Almeida, Gabriel só conseguiu desenvencilhar-se do animal, segurando-o pelo pescoço e mordendo-o. Com tanta força que quebrou um dente.

Depois, o miúdo fugiu, pulando o muro do jardim da casa.

O menino foi levado ao hospital e precisou levar quatro pontos no braço direito. O cão foi recolhido ao canil e deverá ser abatido.

Pronto: quem é que disse que um cão morder um homem não é notícia, mas um homem a morder um cão, já é?!
..

O “fervilhar” da animação em Quarteira

repetem-se a feira do livro e o festival surfóreggae
Fotos de arquivo, com pormenores da “animação de Quarteira no Verão de 2007”
Segundo nota da Câmara Municipal de Loulé, até meados de Setem-bro, esta autarquia vai desenvolver um programa de animação de verão para a cidade de Quarteira. Nessa nota, fala-se em música, teatro, animação de rua, artesanato como “algumas das actividades diárias previstas e que decorrem em cinco áreas fulcrais da cidade: Praça do Mar, Rua Vasco da Gama, Avenida Marginal, Calçadão e praia”.

De concreto, a Câmara refere apenas: a Feira do Livro e do Artesanato, entre 11 e 24 de Agosto, na zona do Calçadão, o Festival Surfóreggae, em 22 de Agosto, com actividades “do desporto à música, num ambiente tropical”, que se realizarão na praia e na zona Nascente do Calçadão, e um concerto, neste mesmo local, em 13 de Agosto, com os “Ala dos Namorados”, do louletano Nuno Guerreiro.

Para compor o ramalhete, uma vez que nada mais é referido, a autarquia informa que “durante os próximos dois meses, Quarteira vai “fervilhar” todos os dias com actividades onde o fado, a música popular portuguesa, o folclore, os sons latinos, as tunas, os bailes, a animação infantil e as peças de teatro vão dar vida à cidade”. Quer dizer: nada de concreto, ou tudo muito vago, como já informara a Junta de Freguesia, e que consta na agenda “Cultura e recreio em Quarteira” no banner lateral do ‘Calçadão’.
Sendo “Quarteira, um dos pólos turísticos por excelência do concelho e do Algarve”, como se refere na já referida nota de imprensa, é com este programa que se pretende concorrer com os programas de animação de outros pólos turísticos como Monte Gordo, Tavira, Albufeira, Lagos ou Portimão, por exemplo?

Se a “divisão cultural e recreativa” da Câmara não sabe fazer melhor, ao menos poderia consultar as agendas desses “pólos turísticos”. Sempre aprenderia alguma coisa.

A menos que não queira aprender e tanta indigência seja propositada. É uma hipótese a considerar.
..

quinta-feira, 24 de julho de 2008

José Mendes vai ao Governo Civil "trabalhar"

aqui lhe deixamos sugestões de trabalho
Sempre bem informado, o 'Calçadão' soube que José Mendes, o presidente da Junta de Freguesia de Quarteira, irá ser recebido, para uma reunião de trabalho, na próxima terça-feira, dia 29, no Governo Civil de Faro, às 15.00 horas.

Como não sabemos os temas que irão estar em cima da mesa para trabalhar, sugerimos ao senhor presidente da Junta que não se esqueça de certos problemas que, se não forem resolvidos, acabarão por situar Quarteira como uma cidade de terceiro mundo:

* o deficiente (deveríamos dizer inexistente?) policiamento da cidade, que nem o estacionamento irregular consegue controlar, quanto mais a “sala de chuto” nas traseiras dos prédios que dão para os terrenos do mercado da fruta, ou os “moedinhas” nas imediações do Quarteirasol e mesmo na Infante de Sagres, ou ainda a prostituição à vista de toda a gente, em frente do Cemitério;

* o campismo e caravanismo selvagens, que já alastrou para os parques de estacionamento das avenidas e começara, há anos, nas zonas do Forte Novo e da Vala Real (onde não é respeitada a sinalização de proibição), situação que se não verifica em mais país nenhum da Europa e já é rara no próprio Algarve;

* a ocupação selvagem e permanente, por parte de vendedores ambulantes de parques de estacionamento, na zona do mercado das 4ªas feiras,

* a instalação de um “bairro clandestino” de ciganos no terreno anexo à igreja de São Pedro do Mar, com anuência da Câmara Municipal que lhes facultou modernos contentores habitacionais e instalações sanitárias;

* a deficiente recolha de lixo em toda a freguesia, excepto em Vilamoura, em muitos casos em horas impróprias, sem se ter em consideração que Quarteira é um destino turístico;

* o cheiro nauseabundo que emana dos contentores de lixo que deveriam ser lavados e desinfectados com regularidade, o que a Câmara de Loulé não faz;

* a proliferação dos grafitis por tudo quanto é parede da cidade, sem que a Junta tenha dinheiro ou inteligência suficiente para comprar um balde de cal para os apagar:

* o atraso nas obras da estrada que liga a Almancil, uma das duas principais entradas de cidade e já deveriam estar concluídas, segundo a Câmara de Loulé, há vários meses…

Bom, vamos ficar por aqui, porque as irregularidades e carências são tantas que amanhã por estas horas ainda estaríamos a fazer o rol…

É caso para dizer que "casa onde não há cabeça (nem policiamento) todos falam... e com razão.
..

Até os plasmas me levaram !

dinheiro para sustentar predadores profissionais
Foto: Mário Cruz/LUSA
"(…)‘Entraram-me em casa, espatifaram tudo. Levaram o plasma, o DVD a aparelhagem...’ Esta foi uma das esclarecedoras declarações dos auto desalojados da Quinta da Fonte.

A imagem do absurdo em que a assistência social se tornou em Portugal fica clara quando é complementada com as informações do presidente da Câmara de Loures: uma elevadíssima percentagem da população do bairro recebe rendimento de inserção social e paga- ‘quatro ou cinco euros de renda mensal’ pelas habitações camarárias.

Dias depois, noutra reportagem, outro jovem adulto mostrava a sua casa vandalizada, apontando a sala de onde tinham levado a TV e os DVD. A seguir, transtornadíssimo, ia ao que tinha sido o quarto dos filhos dizendo que ‘até a TV e a playstation das crianças’ lhe tinham roubado.

Neste país, tão cheio de dificuldades para quem tem rendimentos declarados, dinheiro público não pode continuar a ser desviado para sustentar predadores profissionais dos fundos constituídos em boa fé para atender a situações excepcionais de carência.

A culpa não é só de quem usufrui desses dinheiros. A principal responsabilidade destes desvios cai sobre os oportunismos políticos que à custa destas bizarras benesses, compraram votos de Norte a Sul”.
Por Mário Crespo, in «Jornal de Notícias», 21/Jun
.
Alguém está disposto a reflectir sobre isto? Alguém já apreciou, uma noite destas, a qualidade do «parque automóvel» do «bair-ro nómada» junto da igreja de S. Pedro do Mar? Não haverá nada a fazer? Ou continuam, apenas, a "comprar votos de Norte a Sul"?
..

Medicina na Universidade do Algarve

o anúncio oficial será feito ainda hoje
A partir do próximo ano lectivo, irá funcionar o curso de Medicina, na Universidade do Algarve, segundo noticia o «Público» de hoje.

O curso terá a duração de quatro anos, "na sequência de um 1º ciclo de três anos de licenciaturas em ciências relacionadas com a saúde" – o que significa que se destina exclusivamente a alunos "já licenciados numa das ciências relacionadas com a saúde".

O curso será hoje apresentado oficialmente e, sendo uma parceria com a Universidade Nova de Lisboa, "é totalmente inovador": além de ser o primeiro destinado a já licenciados, tem um modelo pedagógico "em regime tutorial totalmente experimental baseado em estudos de casos clínicos" e o "ensino da medicina clínica e familiar será praticado nos Centros de Saúde", ainda segundo a fonte do jornal.
..

Escola de mulheres em Quarteira

cultura rica para um município pobre... de espírito
Foto de arquivo: «Escola de mulheres» pelo Teatro ao Largo
Na próxima segunda feira, dia 28 de Julho, no palco montado na Praça do Mar, vai ser apresentada a peça de Molière “Escola de Mulheres”.

A peça será interpretada pelo grupo «Teatro ao Largo» que está a fazer um périplo por diversas localidades algarvias.

Cabe aqui recordar que espécie de companhia teatral é esta: o grupo foi fundado no ano de 1994, em Vila Nova de Milfontes, de Odemira, um modesto município do distrito de Beja e, com o apoio da Câmara dessa vila alentejana, tornou-se num importante marco da cultura do Sul do país. Tão importante que será hoje o principal grupo itinerante profissional de teatro, em Portugal.

Continuando a ser, na sua essência, um grupo de teatro ao ar livre, já tem o seu próprio teatro móvel, que lhe permite, durante todo o ano, percorrer as vilas e aldeias onde, de outra forma, o teatro nunca chegaria.

Reconhecidos os seus méritos pelo Ministério da Cultura, o Teatro ao Largo mantém altos padrões de interpretação nas difíceis condições para a representação ruidosa de ar livre.

Tão altos que Eugénia Vasques, um dos modernos expoentes maiores da crítica teatral portuguesa, escreveu, no jornal Expresso: “O Teatro do Largo é uma surpresa comovente (…) Com eles, e graças a uma coragem rara, o teatro itinerante em Portugal, tradicionalmente pobre e patético, ganhou estatuto europeu”.

E isto apenas porque, num município pobre, uma Câmara pobre soube apostar num grupo de gente de boa vontade.

Que inveja devem sentir os grupos «Teatro da Estrada», de Alte e «Teatro Amador de Quarteira», sedeados num município que tem dinheiro para gastar em espectáculos de caríssimos artistas internacionais, mas que não tem sensibilidade para o que poderiam ser os pólos dinamizadores de cultura local!...
..

quarta-feira, 23 de julho de 2008

QREN distribui incentivos

19 empresas do algarve já contempladas
Através do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN), dezanove empresas do Algarve irão receber 5 milhões de euros de fundos comunitários, para concretizar projectos, em que se destacam os ligados a alimentação de peixes de aquacultura, animação turística e internacionalização.

O NERA, a Associação Empresarial da Região do Algarve, será a instituição que mais incentivos empresariais vai receber (519 mil euros), através de uma candidatura conjunta de várias empresas.

Os “incentivos” foram atribuídos com base na qualidade e inovação dos projectos, na competitividade das empresas e noutros critérios predefinidos.

Segundo a CCDR, no total das diferentes modalidades candidatas ao Sistema de Incentivos ao QREN, já entraram 60 projectos, alguns dos quais estão ainda em fase de avaliação.

Uma das candidaturas contempladas que terá suscitado alguma “sur-presa” junto de outras candidatos foi a Monte da Quinta Club, que receberá mais de 400 mil euros para “investir em qualificação e promoção turística”.
Nota: esta empresa é a patrocinadora da equipa de futebol profissional do Louletano Desportos Clube.
..

As «Novas Oportunidades», em carta aberta

os gajos sem a 4ª classe
podem fazer coisas porreiras
Meu caro José Sócrates
Ontem mesmo li na primeira página do «Diário de Notícias» que um terço dos investidores na Bolsa só tem a 4ª classe. Fiquei indignado. Indignado porque aquela palavras - «só» - é claramente abusiva e dá a entender que neste país onde eu sobrevivo e tu governas, há gente com poucas habilitações para jogar na Bolsa.

Ora, já não há! Havia, mas veio o programa «Novas Oportunidades» que, a juntar a certas e determinadas Universidades cujo nome não vou aqui citar por falta de tempo, terminou com o analfabetismo real e funcional e tornou-nos a todos um país de doutores e engenheiros… ou quase.

E repara que essas cassandras que põem o «só» no artigo se esquecem das inúmeras coisas que gente sem a 4ª classe fez pelo país. Exemplos são a pontapé:

- D. Afonso Henriques não tinha a 4ª classe e fundou Portugal, além de ter conquistado Lisboa aos mouros;

- D. Diniz, também não a tinha e fez o Pinhal de Leiria e a Universidade de Coimbra, a qual nem sequer dava cursos à noite, na altura;

- D. Henrique fundou a Escola de Sagres sem ter escola nenhuma onde tivesse obtido o diploma da 4ª. classe.

(…) Por isso, caro José Sócrates, numa visão mais ou menos holística da coisa, um povo que, sem a 4ª classe, realizou tanta coisa pode fazer, pelo menos, o dobro depois de ter sido abençoado com as «Novas Oportunidades». Podemos fazer coisas porreiras, pá, como o Tratado de Lisboa, caso os irlandeses não consigam dar cabo da coisa.

Mas ainda há muito para fazer! Havendo gente com a confiança e com a coragem suficiente para, com apenas a 4ª classe, pensar que pode ganhar na Bolsa, há seguramente muita gente por aí a pensar que podes ganhar com maioria absoluta. Independentemente das habilitações que eles e tu possam ter.

Aceita um abraço deste teu
Comendador Marques de Correia

in «Única», revista do «Expresso» de 19/Jul/08

terça-feira, 22 de julho de 2008

Teatro na Praça do Mar

uma vez mais… "casa" cheia
António Alvarinho lá vai levando o barco a bom porto. Quer dizer, quando a deixam, a companhia do Teatro Amador de Quarteira lá vai mostrando que continua a ser um alfobre de jovens com vontade de mostrarem os seus méritos. Mesmo que Quarteira continue sem uma sala de espectáculos, mesmo que a companhia continue a não ter um espaço com as condições mínimas para ensaiar, de vez em quando lá aprece uma cara nova. Só que os mais “antigos”, que deveriam facilitar a transição, vão-se cansando da falta de estímulos, e vão saindo.

Assim, com uma ou duas exibições na semana de teatro da Câmara de Loulé, mais um espectáculo “quando o rei faz anos” na Fundação António Aleixo, e com duas representações na Praça do Mar em cada ano, sem hipótese de realizar representações que produzam receitas, com “envergonhadas” comparticipações monetárias da parte das autarquias que mal dão para pagar as despesas da “mesa de som”, torna-se difícil uma evolução regular e uma diversificação de processos.

O que vale é que a revista à portuguesa ainda continua a merecer os favores do público. Alvarinho sabe disso e usa a “receita” com inteligência.

Assim, não admira que, no agradável serão de ontem, se tenha verificado mais uma enchente na Praça do Mar.

Entretanto, a Junta de Freguesia já anunciou o «seu» programa de animação para este mês, em Quarteira - a qual os leitores poderão ver na nossa agenda, na coluna lateral. Como se pode verificar… programa pobrezinho, sem ambição, nalguns casos, sem justificação.

Turismo de qualidade? Com estas receitas? Não brinquem connosco! Com «animação» destas, nem o «turismo de pé-descalço» se sentirá atraído.
..

Clube de Basket de Quarteira “Tubarões”

campo de férias para jovens dos 8 aos 12 anos
Desde 2004, o «Clube de Basket de Quarteira Tubarões» mantém em actividade um campo de férias desportivas destinado a crianças dos 8 aos 12 anos.

Realizado, anualmente, entre 30 de Junho e 29 de Agosto, por este campo de férias já passaram, desde o primeiro ano de funcionamen-to, 115 crianças que aqui ocupam uma semana de férias não só com actividades lúdicas e de cariz desportivo (basquetebol, canoagem, futebol, râguebi, natação, judo e jogos tradicionais populares), efectuando visitas a diversos parques temáticos da região (Aquashow, BadokaPark, Zoomarine, Aqualand e Krazy World) e a instituições diversas (Bombeiros Municipais, Centro de Ciência Viva, Estádio Algarve), e ainda, realizando actividades de contacto com a natureza, em visitas ao interior algarvio e nas praias de Quarteira.

Recebendo, no máximo, 30 crianças por semana, e funcionando entre as 9:00 às 19:00 horas, de segunda a sexta-feira, com almoço e lanche incluídos, aqui se desenvolve um conjunto de actividades diversificadas e atractivas para os jovens e, ainda que, por vezes, tanto frenesi possa provocar-lhes algum cansaço, os que frequentam o campo uma vez, continuam a não dispensar, anualmente, esta semana de férias, proporcionada por uma das mais prestigiadas agremiações quarteirenses, senão a mais prestigiada, pelo empe-nho, pela acção cívica desenvolvida e pela seriedade de processos.

As actividades do campo de férias do «Clube de Basket de Quarteira Tubarões» encerram sempre com um torneio de basquetebol, onde são atribuídos diplomas de participação e troféus ao melhor comportado e ao melhor “amigo”.

Pelo Algarve fora, mas particularmente neste concelho, de vez em quando, deparam-se-nos situações curiosas de clubes ou associações mais ou menos nebulosas que se propõem fazer esta ou aquela actividade… desde que venham uns subsídios chorudos.

Os dinheiros lá vão caindo, provenientes dos cofres públicos, muitas vezes para satisfazer mal-disfarçados interesses obscuros e, normalmente, o resultado… é um punhado de areia a escoar por entre os dedos, mascarado de «interesse e integração social» e com muita publicidade na imprensa.

Por isso, cabe-nos registar, com agrado e aplauso, este «campo de férias» que, como toda a actividade dos «Tubarões» foi pensado e executado «com pés e cabeça».

Oxalá os poderes públicos sejam capazes de aprender alguma coisa com os «Tubarões».

Para mais informações sobre o campo de férias, pode utilizar o e-mail: tubaroes@cbqtubaroes.pt ou o telefone 963381726.

segunda-feira, 21 de julho de 2008

Campo de futebol nº. 2 de Quarteira

relvado sintético para os garotos poderem jogar
A Câmara de Loulé tornou público que vai realizar as obras da primeira fase de requalificação do campo de futebol nº2 de Quarteira, localizado junto ao novo complexo das piscinas.

Trata-se da colocação de tapete sintético, com a valência de futebol de 11 e de 7, de novas vedações e iluminação, estando ainda previstos um acesso viário (destinado a emergências) e melhoramen-tos nos acessos pedonais na envolvente sul e poente do campo onde serão criadas condições de permanência de espectadores, no interior do recinto.

O custo da obra, segundo a informação da autarquia, “rondará os 900 mil euros” e terá um prazo de execução “estimado em 4 meses”.

A Câmara informa ainda que obras do género serão executadas em Salir e, finalmente, depois de anos de promessas, no campo de futebol nº.2 de Loulé.

Para que, dentro de meses, quando se acabarem as obras e começarem as campanhas eleitorais, os paizinhos não se esqueçam…
..

«É só um pulinho!»

15 minutos de autocarro, de loulé a quarteira
Informa a Câmara de Loulé que, até 31 de Agosto, em parceria com a EVA, vai pôr “ao serviço da população e dos turistas um serviço de autocarro que fará o transporte entre a sede de concelho e a cidade de Quarteira em apenas 15 minutos, sem paragens”.

A iniciativa “É só um Pulinho!” destina-se, sobretudo, a quem pretenda ir à praia, com conforto e comodidade, sem utilizar viatura própria, “mostrando uma preocupação ambiental” - diz a Câmara.

Partidas de Loulé: 8.00, 9.00, 9.30, 12.15, 14.15, 15.30 e 17.00 horas, de segunda a sexta-feira, e 8.00, 9.00, 10.30, 12.45, 15.30, 18.00 e 19.00 aos sábados, domingos e feriados.

Partidas de Quarteira: de segunda a sexta-feira: 8.30, 10.00, 12.45, 16.30, 17.30, 18.30 e 20.10 horas; sábados, domingos e feriados: 8.30, 10.00, 11.00, 13.15, 17.30, 18.30 e 20.10.
..

A representante de Sócrates no Algarve

continua a contribuir para os tesouros da literatura
Com o pretexto da realização do «Dia Mundial dos Avós», que se comemora no próximo dia 26, divulga a senhora governadora civil uma nota onde se pode ler:

(…) Dia Mundial dos Avós, efeméride em que se presta a afectiva homenagem, num dos muitos momentos que a vida, à grande maioria felizmente proporciona, aos que são ou foram pais dos nossos pais.
Em alguns de nós paira a saudade dos avós queridos que tivemos e que tanto carinho e amor nos legaram, na lembrança desses entes queridos para quem nós éramos, como sói dizer-se, «a luz dos seus próprios olhos».
Muitos, felizmente, podem rever-se na imagem desses seres que lhes dão, para além do mais, o que a vida de mais precioso oferece – o amor.
Neste «Dia Mundial dos Avós» quero saudar todos os avós do Algarve, expressando-lhes o meu muito afecto, a minha acrisolada admiração e o meu forte sentido de gratidão, no testemunho que bem merecem e que, com toda a justiça e estima, lhes é devida.
Faro, 21 de Julho de 2008, A governadora Civil, Isilda Varges Gomes
".

Se isto não é uma pérola… "como sói dizer-se", já não sei o que é uma pérola! (não digo de que tipo, porque isso deixo ao cuidado -"acrisolado" dos leitores).
..

Obras sem concurso

vão dar multas de milhares de euros a autarcas
Uma das obras dos "trabalhos sem concurso"
Um relatório do Tribunal de Contas, transcrito hoje no «Diário de Notícias», confirma ilegalidades em "trabalhos a mais por ajuste directo”, no montante superior a 520 mil euros, para a construção de pavilhão e piscinas municipais de Lagos. O presidente da câmara de Lagos, Júlio Barroso, e vereadores do PS e PSD (apesar de estes últimos se terem abstido) arriscam-se a pagar, cada um, até 14 400 euros de multa.
.
As ilegalidades verificaram-se na adjudicação de uma empreitada com trabalhos adicionais sem concurso público, para a construção do pavilhão e piscinas municipais de Lagos, incluindo arranjos exteriores, no montante de 520 155,90 euros.

O tribunal sustenta que os autarcas incorrem em "responsabilidade financeira sancionatória, nos termos da legislação sobre violação de normas e assunção de despesas públicas".

É claro que os autarcas em causa, por uns e outros motivos afirmam- -se «inocentes». Pudera: o erro é sempre dos outros…

E já agora: porque é que ninguém sabe nada acerca dos «concursos» (?!) que atribuíram à firma Vinilconsta (relembramos: da família do presidente da Junta de Quarteira) para a realização das obras milionárias, inclusive de “arranjos exteriores”, que continuam a realizar-se em Vilamoura?

Com tantas denúncias, a Câmara de Loulé não deveria já ter explicado? Ou os munícipes só servem para pagar impostos e dar os seus votinhos?

..

“Os políticos só pensam no seu umbigo”

"não sabem fazer mais nada do que a política"
É uma entrevista sensacional de um homem sensacional: Francisco Amaral, médico, presidente de Câmara em Alcoutim.

A entrevista é do «Observatório do Algarve» e vale a pena ser lida de uma ponta à outra. Limitamo-nos, aqui, a respigar.

Quem o conhece, sabe bem que às vezes não lhe é fácil chegar às palavras, mas ainda que refreado pela gaguez, o discurso de Francisco Amaral, 52 anos, médico e presidente do município de Alcoutim, é mais fluente, lúcido e acutilante do que o da maioria dos políticos.
«Hoje em dia as pessoas – os políticos – não falam abertamente porque muitos não sabem fazer mais nada do que a política e, quando saem, vão para o desemprego», afirma, sem papas na língua.
(…) Sobejamente conhecido pelas posições políticas, tantas vezes “contra a corrente”, alinha pelo PSD, mas tem um discurso próximo da esquerda:
“Eu era do MRPP na Faculdade em 1975/76, tal como o Durão Barroso e, nessa altura, o PSD era um partido que eu detestava”, recorda. (...) “Há quem diga que o PSD é de direita, eu acho que se não é devia ser um partido de centro-esquerda. Já imaginou se eu fosse de direita, não sei o que estaria a fazer em Alcoutim, e duvido que as pessoas continuassem a votar em mim».


Conta ainda o «Observatório» que, no dia em que lhe foi atribuída a Comenda da Ordem de Mérito pelo Presidente da República, no ano passado, Amaral não compareceu e recorda, divertido:Não fazia ideia do que era uma comenda ou ser comendador. Só me tinha apercebido que os comendadores eram ricos e eu sou, devo ser o único comendador teso!”.

Há dias, encontrei-o no Hospital de Faro, de bata branca vestida - – Que faz por aqui, doutor?
- Ora, vim só acompanhar um doente meu, lá do burgo…
Simples! Veio acompanhar.


E não corre o risco de ficar desempregado quando sair da política, onde consegue ser de esquerda num partido de direita… Porque Amaral é um Homem!
..

domingo, 20 de julho de 2008

Antologia

Ao cavalo do Conde do Sabugal, -----
que fazia grandes curvetas -------

Galhardo bruto, teu bizarro alento
Música é nova com que aos olhos cantas,
Pois, na harmonia de cadências tantas,
É clave o freio, é solfa o movimento.

Ao compasso da rédea, ao instrumento
Do chão que tocas, quando a vista encantas,
Já baixas grave, e agudo já levantas,
Onde o pisar é som e o andar concento.

Cantam teus pés e teu meneio pronto,
Nas fugas, não, nas cláusulas medido,
Mil consonâncias forma em cada ponto.

Pois em solfas airosas suspendido,
Ergues em cada quadro um contraponto,
Fazes em cada passo um sustenido.
Frei António das Chagas, Fénix Renascida, V

Frei António das Chagas (1631-1682), ao nascer, foi baptizado com o nome de António da Fonseca Soares. Filho de um juiz, participou na guerra da Restauração, escapando, por pouco, de ser condenado por um crime que cometera. É nesse período que se dedica à poesia, ganhando o cognome de Capitão das Boninas.
Parte entretanto para o Brasil, de onde regressa em 1656, continuando a carreira das armas. Em 1663 deixa a vida militar e decide tomar ordens.
Foi frade pregador da Ordem de São Francisco e fundou o seminário do Varatojo. O seu trabalho como pregador foi criticado pelo Padre António Vieira, que o achava excessivo e teatral.
Dos tratados espirituais que escreveu destaca-se o "Tratado dos Gemidos Espirituais, vertidos de um pedernal humano a golpes de Amor Divino". As suas cartas foram compiladas no volume "Cartas Espirituais" e os seus poemas foram publicados na Fénix Renascida.
..

sábado, 19 de julho de 2008

Outras bandas, outros sons

a banda e o engarrafamento
Foto de arquivo, da Banda da Sociedade Filarmónica Lacobrigense
Esta noite foram as bandas da Sociedade Filarmónica Lacobrigense e de Oeiras, as que vieram dar música à Praça do Mar.

Do local onde estávamos, não conseguimos perceber qual delas foi a que começou o concerto, mas pensamos que foi a de Oeiras. Só podemos garantir,,, que foi diferente. Em muitos aspectos: o primeiro, então, foi um espanto - começou o concerto exactamente à hora marcada; o que, na nossa região é, só por si, proeza notável.

Depois, foi a sua apresentação - distante dos padrões estereotipa-dos das fardas e bonés a que as filarmónicas nos habituaram e, finalmente, o repertório - entre o popular e o erudito. É certo que a exigir um público mais exigente mas um repertório e um desempe-nho reveladores de um trabalho aprofundado de pesquisa de vias para conseguir criar e manter um perfil capaz de extravasar o carác-ter acústico; um estilo próprio a romper a tradição e as atitudes lúdicas da interpretação que, no correr de uma sinfonia breve conseguiram sublinhar o dramatismo da peça e a qualidade do som.

Foram momentos bonitos que, como atrás se disse, mais se destinariam a um público menos heterogéneo. Por isso mesmo, a banda não encontrou a vibração dos aplausos que, por exemplo, há oito dias, conseguiram as bandas de Punta Umbria e a Orquestra de Sopros do Algarve. E, no entanto, numa comparação honesta, nenhuma delas levaria a palma.

Depois… bom, depois foi o engarrafamento! Parece que dois automóveis mal estacionados ao fim da faixa de rodagem da Avenida Infante de Sagres, impediam a passagem a autocarros e longa fila se formou, enchendo toda a marginal, com ruído, fumos, impaciencia.

Foi hora de abalar, O serão já estava estragado.
..

«Stock-out» de Quarteira

para escoar os produtos do comércio tradicional
Entre os dias 31 de Julho e 3 de Agosto, na zona nascente do Calçadão, irá funcionar, a primeira feira “Stock Out” de Quarteira. Segundo os promotores, esta feira visa incrementar o comércio tradicional “ameaçado pela concorrência das grandes superfícies”.

O evento será organizado pela Câmara e pela Acral, no âmbito da candidatura desta associação ao «Projecto de Promoção e Animação de Quarteira».

Uma «Stock-out» é uma feira que dá oportunidade aos comerciantes para escoarem os seus produtos, a preços convidativos. Em outras localidades já lhes temos ouvido chamar «feira dos monos», já que é a oportunidade que os comerciantes têm de se «livrarem» de mercadoria de difícil escoamento.

A feira terá o seu horário de funcionamento entre as 20.00 e as 24.00 horas.

Vamos ver se a feira oferecerá uma real alternativa, não ao comércio das grandes superfícies… mas aos preços dos mercados das quartas-feiras e das lojas dos chineses…
..

sexta-feira, 18 de julho de 2008

Torneio de golfe dos Lions de Vilamoura

a favor de instituições de solidariedade
O Lions Clube de Vilamoura realizou a sua sétima edição do torneio de golfe, numa iniciativa para juntar fundos para apoiar instituições de solidariedade social. Paulo Pingo foi o vencedor.

Mas quem mais ganhou foram: o Centro Comunitário de Vale de Silves de Boliqueime e a Associação de Alzheimer e Parkinson de Quarteira, a favor de quem reverteu o produto arrecadado, proveniente das quatro dezenas de golfistas participantes.
..

Presidente de Cabo Verde vem a Loulé

para aprender sobre turismo e meio ambiente?!
A propósito de protecção do meio ambiente: uma imagem de Cabo Verde, retirada da Net
Pedro Pires, Presidente da República de Cabo Verde, visitará Loulé no próximo dia 26 de Julho.

Pedro Pires aproveita, deste modo, a sua visita oficial ao nosso país, que começará na próxima 2ª feira, 21, e a participação na Cimeira da Comunidade Países de Língua Portuguesa, que se seguirá, para, localmente, poder contactar a comunidade cabo- ------ -verdeana aqui residente.

Na recepção, Seruca Emídio dará as boas-vindas, na Câmara Municipal, de onde o Presidente cabo-verdeano seguirá para uma breve volta no concelho.

Segundo nota oficiosa da CML, “um dos pontos centrais desta visita será o contacto entre Pedro Pires e Seruca Emídio no que diz respeito à vocação turística de Loulé e à importância da protecção do meio ambiente”.

Para quem conhece minimamente Cabo Verde, não se percebe muito bem o que é que o edil louletano terá para ensinar a Pedro Pires em termos de protecção do meio ambiente.

Mas há mais coisas que nos surpreendem, nesta nota autárquica: não se faz qualquer referência ao cumprimento de protocolos estabelecidos entre Loulé e Cabo Verde, no seguimento dos processos de geminação anteriormente assinados.

Será que o executivo de Loulé «deita para o lixo» as deliberações assumidas pelo Município, desde que sejam anteriores à sua tomada de posse?

As «pessoas de bem» não procedem assim; e Loulé quer-se uma «pessoa de bem»!
..

Memória curta!...

como é possível?!...


«Bokassas» democráticos!...
E nós podemos acreditar no que eles dizem?

.

quinta-feira, 17 de julho de 2008

Contas mal feitas não aguentam pressão

preservativos que não preservam
Foto e origem da notícia: Destak
A venda de um lote da marca de preservativos Style, referência Natural, foi suspensa por incumprimento das regras de pressão e volume de rebentamento, anunciou a Autoridade Nacional do Medicamento (INFARMED).
in Destak, 17/Julho
Em causa está o lote NWM07022003 com a validade até Janeiro de 2012… mas já estão estragados mesmo antes de serem usados…

Fiem-se neles, fiem… depois admirem-se!
..

Cada cavadela… sua minhoca!

para a antologia (i)literária do governo civil
No próximo domingo, dia 20, assinala-se o «Dia Internacional da Amizade». Por essa razão, a governadora civil «brindou» os algarvios com mais uma pérola digna de antologia:

(…) Ao saudar desta terra sulina e marinheira, donde partiram na «Grande Aventura» as naus primeiras em busca de novos povos e que cruzando os caminhos do Mundo, o tornaram mais de toda a Humanidade, saúdo, com afectiva amizade, os muitos milhares de mulheres e de homens, nossas/os companheiras/os de vivência colectiva, a todos e para todos desejando, de modo próprio para os mais carenciados, um já presente melhor e um futuro de esperança.
Este «Dia Internacional da Amizade» deve começar à nossa porta, na nossa rua, bairro e terra, para que, pela proximidade cívica, se gere um grande movimento mundial, onde pairem, de modo imperecível, os valores da fraternidade, da solidariedade e da compreensão.
Faro, 17 de Julho de 2008, a Governadora civil, Isilda Varges Gomes”

Será que a senhora não lê as notas que assina, ou esta redacção ridícula e asnática é mesmo de sua autoria?
..

Praia do Forte Novo vai receber areia nova

a “alimentação de areia” será depois do verão
Segundo informa a CCDR Algarve, este ano vai ser gasto mais de um milhão de euros em doze praias algarvias, para evitar a erosão costeira e melhorar a segurança.

Os trabalhos começarão no final da presente época balnear e contemplam também a melhoria dos acessos e estacionamento, a requalificação de espaços envolventes, o balizamento de zonas de risco e alimentações de areia em praias com falésia.

As obras incidirão particularmente nas situações mais delicadas (Praia do Carvoeiro, em Lagoa, e Praia do Castelo, em Albufeira); mas, entre as "intervenções para minorar o risco", conta-se a “alimentação de areia” da Praia do Forte Novo, de Quarteira.

Iniciado em 2007, o investimento para a requalificação das praias algarvias previsto para 2008 e 2009 ascende a mais de três milhões de euros.

As verbas aplicadas nestas requalificações são provenientes de fundos comunitários do Programa Operacional Temático Valorização do Território (POVT), PROALGARVE, Programa do Turismo (PIT), Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional.

Bom, se os trabalhos começam depois da época balnear, o melhor é acender uma velinha a Santo António para ver se, como tem acontecido em praias vizinhas, as marés vivas não “desalimen-tarão” o Forte Novo.
Pode ser que, para o ano, ainda lá esteja alguma areiazinha…

..

Arte e cultura no Cerro da Vila

animação entre pedras com história
Entre 19 de Julho e 15 de Setembro, vai estar patente, nas ruínas romanas do Cerro da Vila, em Vilamoura, uma exposição de arte contemporânea, da autoria de João Pedro Vale.

Intitulada «The Storyteller», a exposição pretende apresentar uma “reflexão acerca do passado histórico de Vilamoura”, onde será possível compreender o significado de parte da estrutura arquitectónica da vila romana.

Simultâneamente serão expostas “cinco instalações sonoras, da autoria de Fernando Fadigas e Miguel Sá”.

Em complemento à exposição, funcionará o «VilaTone – Vilamoura Mixed Media & Music Festival», de cujo programa ainda pouco foi tornado público. Sabe-se apenas que num serão animado pelo DJ João Aguilar, na primeira noite, dia 19, a partir das 22.00 horas, será possível escutar a «Mon(o)rquestra», nove instrumentistas de espalhados entre si nas ruínas romanas e, depois, Paulo Raposo vai mostrar «Claps», “uma peça desenvolvida a partir do som de pedras de diferentes formas e tamanhos”.

Só em 12 de Agosto será feito lançamento do catálogo da exposição, com a actuação, ao vivo, do sul-africano Portable e em 23 de Agosto, o serão será animado pelo quarteto Whit, e pelos concertos de Vitor Gama e de Fernando Ribeiro.
..

quarta-feira, 16 de julho de 2008

«Cinema ao luar 2008»

ao luar de agosto na praça do mar
No seu programa de animação de Verão, a Câmara de Loulé vai levar cinema ao ar livre, às populações das freguesias, durante o mês de Agosto.

Quarteira será “contemplada” com a comédia “RRRrrr!!!!!” (2004), de Alain Chabat, que será exibida, na Praça do Mar, no dia 24.

A entrada é livre e, segundo nota da autarquia, a sessão terá início …“por volta” das 21.30 horas.

Por que não às 21.30 horas? Certas!
..

Câmara atribui verbas a IPSS do concelho

três instituições de quarteira contempladas
A Câmara Municipal vai distribuir 126.270 euros por doze instituições de solidariedade social do concelho de Loulé que prestam serviço à comunidade nas valências de creche, jardim-de-infância e actividades de tempos livres.

Entre as IPSS contempladas figuram as seguintes instituições quarteirenses: o Centro Paroquial de Quarteira, a Fundação António Aleixo – Cooperativa de Solidariedade Social e o Centro de Apoio à Criança de Quarteira.

As verbas destinam-se ajudar a resolver algumas despesas das instituições que, cronicamente, enfrentam problemas de ordem financeira.
..

terça-feira, 15 de julho de 2008

O «Bom Polis» e o «Mau Polis»

zé vitorino agora tem remédio para tudo
Como todos estarão recordados, o "Polis Litoral Ria Formosa" foi apresentado pelo primeiro-ministro José Sócrates em 2 de Maio, projectando a requalificação e valorização de 12 praias, 48 quilómetros de costa marítima e 57 quilómetros de frente de ria.

No projecto, estão envolvidos os municípios de Faro, Olhão, Loulé e Tavira, prevendo-se um investimento superior a 87 milhões de euros.

O primeiro-ministro comprometeu-se a terminar o Polis até 2012 e garantiu que as demolições de casas clandestinas irão mesmo acontecer.

De uma forma geral, os algarvios respiraram de alívio; fartos de avanços e recuos, finalmente, parecia garantida a recuperação deste inestimável património natural.

Pois agora, José Vitorino, o inefável ex-presidente da Câmara de Faro, esse mesmo que deixou as finanças da autarquia de pernas para o ar; esse mesmo que atribuiu à imprensa a «culpa» da sua derrota nas urnas; esse mesmo que, depois da derrota, «fixou a sua residência particular» em Lisboa, garantindo, deste modo, que todas as semanas pode receber ajudas de custo e subsídio de transporte pago ao quilómetro só para participar nas reuniões da autarquia; esse mesmo que já garantiu que se irá recandidatar, provavelmente para ver se estoira com a já agonizante edilidade... acaba de apresentar uma nova versão do "Polis Ria Formosa".

Na sua proposta, José Vitorino garante que “não haverá demolições, sendo as existentes (…) regularizadas em condições a definir".

"Vamos acabar de vez com este fado!", terá dito o vereador, agora independente, que esclareceu que, re-ganhando a Câmara em 2009, irá implementar a sua alternativa ao "mau Polis" do Governo. Não diz como, com que meios.

Não há dúvida: as boas ideias só vêm aos neurónios dos políticos portugueses quando estão na oposição. Mas, se chegam ao poder, só fazem trampa.
..

segunda-feira, 14 de julho de 2008

Os mistérios da vigilância em Quarteira

ou o que falta de noite, sobra de manhã
Quem, como nós, teve que sair, hoje, de Vilamoura rumo às Quatro-Estradas, antes das nove da manhã, terá ficado surpreendido com o aparato policial na rotunda que liga à conhecida «estrada da Sic».

Tamanha vigilância, com tantos agentes e viaturas policiais, e com tantas «fiscalizações», só poderia ser provocada por alguma coisa «muito importante» como, por exemplo, a tentativa de captura de perigosos cadastrados, traficantes, assassinos, sei lá...

Doutra forma, àquela hora, a GNR com certeza que não mandaria parar para fiscalizar tantos homens e tantas mulheres, quase todos condutores isolados, gente que só procura chegar a horas ao trabalho…
..

Voluntariado jovem

prevenção e detecção de fogos florestais
Foto deo arquivo da CML: Grupo de jovens vigilantes da floresta
Como anunciámos há cerca de um mês, o Serviço Municipal de Protecção Civil da CML, está a desenvolver um programa de voluntariado jovem intitulado «Vigilância florestal 2008». O programa irá decorrer até 23 de Agosto.

Jovens voluntários com idades entre 12 e 17 anos, organizados em grupos de sete elementos, acompanhados por um monitor, realizam a vigilância, durante uma quinzena, nas freguesias de Querença, Salir, Ameixial, Benafim, Alte e Tôr, no horário das 9h às 17h30, tendo como objectivo a prevenção e detecção de fogos florestais e a sensibilização e informação às populações.

São iniciativas como esta que merecem aplauso, já que, juntando o útil ao agradável, sem grandes despesas, contribuem para o fortalecimento da consciência cívica dos nossos jovens e do seu sentido de cidadania, enquanto os ocupam em actividades atractivas e saudáveis.
..

Nova escola em Quarteira

que terá também a valência pré-escolar
Peça de projecto do futuro edifício da escola da Fonte Santa
A Câmara de Loulé anuncia que vai ser construído o novo edifício escolar da EB1 da Fonte Santa que representará um investimento de mais de 3,5 milhões de euros.

A escola, que terá também a valência pré-escolar, ficará implantada num lote de terreno com uma área de 6.350 m2, junto da actual urbanização da Alsakia e será composta por três salas para jardim-de-infância, doze salas para o primeiro ciclo do ensino básico, do e uma para o ensino especial.

Os espaços distribuem-se por dois pisos, ficando no inferior: o refeitório, o espaço de biblioteca/informática-media e o jardim-de-infância com as respectivas zonas de apoio: parques infantis e zonas de jogo.

No piso superior situar-se-ão as salas de aula para o ensino básico, gabinetes de apoio aos professores, salas de reuniões, arquivos e sala de multimédia/informática.

A escola disporá ainda um de pavilhão polidesportivo, composto por dois espaços amplos e cobertos, um interior e outro exterior, que, para além de servir a escola, poderão ter utilização externa.

A Câmara anuncia que a arquitectura do edifício teve em conta a dicotomia interior/exterior, transportando-se o exterior como continuidade ao interior, com espaços verdes de recreio e lazer e acrescenta: “com uma linguagem própria, pura, simples, que se afirma pela sua imponência, horizontalidade, proporção, equilíbrio e pureza dos materiais utilizados, no conjunto e edificado urbano, este estabelecimento de ensino irá oferecer, sem dúvida, aos futuros alunos e utilizadores os mais variados e ricos espaços, reflectindo vários ambientes, contribuindo para o crescimento e enriquecimento sensorial dos futuros cidadãos de amanhã (sic)”.

Ainda segundo a autarquia, a escola estará concluída dentro de ano e meio.
..

Recomeçou a destruição interna do psd

alberto joão diz… que diz “vermelho”
Foto: Luís Aniceto / Destak
Alberto João Jardim, afirmou ontem que ele é que personifica a «verdadeira oposição» ao Governo da República.

O homem que não teve suficiente ousadia para enfrentar Ferreira Leite nas urnas, começou, deste modo, a destruição interna da nova líder: «não é oposição dizer verde-escuro quando o Governo diz verde», mas «se o Governo diz verde, eu digo vermelho».

Sócrates fica ainda mais descansado. Já não precisa preocupar-se com o PSD que poderia entrar numa fase de reorganização e pacificação e pela mão de Manuela Ferreira Leite.

Esse mesmo Sócrates, cujas políticas «orçamentistas», o «génio económico-financeiro» da Madeira compara com as do regime de Salazar.

Jardim, pelos vistos, não precisa de orçamentos: os impostos dos «cubanos» cá estão para cobrir todas as suas fantasias…

Garantindo que será a «verdadeira oposição àquilo que se passa no Governo», bramou que a região da Madeira «tem que ter outras leis, para que os seus representantes tenham condições de trabalhar».

Aí está o que certos inflamado defensores da regionalização cá do burgo pensam! Os riscos, com “teóricos” destes têm nomes: Kosovo, País Basco…
..

domingo, 13 de julho de 2008

P’ra ver a banda tocar…

ali, na praça do mar
Ora aí tivemos um excelente momento de animação de rua, aquele que, ontem à noite, foi posto à disposição do público, na Praça do Mar.

É claro que o concerto da Banda de La Escuela de Música de Punta Umbria e da Orquestra de Sopros do Algarve não se pode (não se deve) comparar àquele que há dias foi dado desfrutar no topo Nascente do Calçadão, pela Orquestra do Algarve – o que não é de admirar: as bandas são, normalmente, formadas por amadores, por gente de trabalho, que se reúne se pode e quando pode, para ensai-ar, para treinar, para experimentar. Os elementos da Orquestra do Algarve são profissionais, direi mesmo óptimos profissionais, bem pagos, com formação específica e que podem dedicar todo o seu tempo a aperfeiçoar as técnicas e combinações temáticas.

Então, por que digo que o concerto foi um excelente momento de animação estival, ontem à noite, em Quarteira? – É simples: estamos a falar de um género de espectáculo pouco dispendioso mas sempre do agrado popular, com repertórios acessíveis por usarem quase sempre texturas simples e sonoridades vibrantes e conhecidos de todos os públicos, que deles gosta, que os evoca e lhes evocam memórias, nostalgias, romance e glórias e que agrada sempre, que arrasta as pessoas, que as prende. Como ontem foi possível comprovar na Praça do Mar. (Abro aqui um curto parêntesis para apelar para que se reflicta se a localização do estrado do evento terá sido a mais adequada – um pormenor quase insignificante, é certo).

Trata-se de eventos que, por isso mesmo, poderiam e deveriam repetir-se com maior frequência nestas noites estivais. Quantas vezes os “responsáveis culturais” locais tentam deslumbrar com espectáculos caros mas muitas vezes medíocres, quando têm à sua disposição grupos de amadores, esses, sim, os “verdadeiros artis-tas” porque os move o amor não ao dinheiro, mas à arte - mesmo que, por vezes a maltratem - ansiosos por mostrarem quanto valem, normalmente em troca de transporte e de um simples jantar!...

Que as assistências do concerto de ontem, como as das que costuma enfeitar as récitas do Grupo de Teatro de Quarteira, sirvam para abrir o espírito aos “novos-ricos da cultura”.

Palmas para as bandas que ontem estiveram no palco da Praça do Mar e para quem se lembrou de as trazer para animar a noite da Marginal de Quarteira!
..

sábado, 12 de julho de 2008

Bota é (re)líder do PSD/Algarve

macário não teve "estaleca" para convencer
E pronto: consumado está. Depois digam que o Bota não é animal político. Quando ele inventou esta eleição seis meses antes do resto do Partido, logo vaticinei que isto ia acontecer: 63 por cento dos que se deram ao trabalho de ir a votos, deram-lhe a vitória.

Outra coisa parece que não seria de esperar de um Partido e de uma Região que já «escolheu» Menezes, que já «escolheu» Santana e que queria ter por líder aquele senhor da Madeira de que nem me lembro o nome e que faz a gente rir.

Agora, Mendes Bota tem legitimidade (terá? – quem deu o golpe da antecipação terá alguma legitimidade aos olhos de quem entendeu a marosca?) para manobrar o barco à sua maneira.

Agora vamos ter o Bota como Deputado Europeu; o Bota como Deputado "Regional" e o Bota como Presidente de Câmara. Vai ser um festim!

E, como a Manuela não vai ter força para disciplinar este Partido, eu sei quem, tão cedo, não se vai meter em estruturas partidárias, seja de que nível elas forem. É que há gente que tem pejo de certas coisas…
..

Antologia

--As sem-razões do amor
.
Eu te amo porque te amo.
Não precisas ser amante
e nem sempre sabes sê-lo.
Eu te amo porque te amo.
Amor é estado de graça
e com amor não se paga.
Amor é dado de graça,
é semeado no vento,
na cachoeira, no eclipse.
Amor foge a dicionários
e a regulamentos vários.
Eu te amo porque não amo
bastante ou demais a mim.
Porque amor não se troca,
não se conjuga nem se ama.
Porque amor é amor a nada,
feliz e forte em si mesmo.
Amor é primo da morte,
e da morte vencedor,
por mais que o matem (e matam)
a cada instante de amor.

CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE
Foto de Carlos Drummond montada sobre trabalho fotográfico de Jana Vieras

Carlos Drummond de Andrade nasceu no Brasil, em Itabira do Mato Dentro – Minas Gerais, em 31 de Outubro de 1902. Originário de uma família de fazendeiros em decadência, estudou na cidade de Belo Horizonte e no colégio jesuíta Anchieta de Nova Friburgo RJ, de onde foi expulso por "insubordinação mental".
Mais tarde, ante a insistência familiar para que obtivesse um diploma, acabou por diplomar-se em farmácia, em 1925.
Começou a carreira de escritor como colaborador do Diário de Minas, que reunia os adeptos locais do incipiente movimento modernista mineiro.
Fundou com outros escritores A Revista, que, apesar da vida breve, foi importante veículo de afirmação do modernismo em Minas.
Mas o modernismo nunca chegaria a ser dominante nem mesmo nos seus primeiros livros. A dominante é a individualidade de Drummond, poeta da ordem e da consolidação, ainda que sempre, e abundantemente, contraditórias. Torturado pelo passado, assombrado com o futuro, foi sempre a sua própria testemunha lúcida, quase sempre melancólico e céptico.
Alvo de admiração, tanto pela obra como pelo seu comportamento como escritor, Carlos Drummond de Andrade morreu no Rio de Janeiro, em dia 17 de Agosto de 1987.
..

sexta-feira, 11 de julho de 2008

Temos seleccionador

deixem-no trabalhar e não se metam pf.
Carlos Queiroz é o novo seleccionador nacional, anunciou hoje a Fe-deração Portuguesa de Futebol, na sua página oficial. Será apresen-tado oficialmente na quarta-feira, dia 16 de Julho.

Queiroz está comprometido para quatro anos e será o responsável, não só pela selecção principal, mas também por todas as outras equipas jovens.

Como ele gosta: para os formar desde o princípio, à sua maneira.

Madail, que muitos consideram a besta negra do futebol nacional, parecia estar orgulhoso quando afirmou que “fizemos um esforço grande, até do ponto de vista financeiro, para trazer Carlos Queiroz de volta e vamos fazer tudo para que tenha as melhores condições para desempenhar as tarefas para as quais foi contratado” e aproveitou para "desmentir categoricamente que um ou vários dos patrocinadores da Selecção Nacional, bem como qualquer outra empresa ou instituição tenham participado financeiramente ou de outra forma no processo de contratação de Queiroz”.

Só não disse que não era este o treinador que ele, presidente da Federação, queria, mas que foi forçado pela “opinião pública”.
..

Rosa Mota contra o cancro da pele

lembre-se: o diagnóstico precoce é fundamental
A Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo vai realizar, no próximo dia 19 de Julho, na Praia da Falésia, uma jornada de sensibilização para a prevenção do cancro da pele.

Nessa jornada, para onde se anuncia a presença de vários dermatologistas, estará também Rosa Mota, a antiga campeã olímpica portuguesa da Maratona.

Segundo aquela associação, estima-se existirem actualmente, em Portugal, um número superior a 10 mil casos de cancro da pele, dos quais mais de 800 serão melanoma. As consequências deste podem ser terríveis: 10 a 20 por cento dos casos serão fatais.
..