já fizeram uma visitinha

Amazing Counters
- desde o dia 14 de Junho de 2007

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Quando nada se pode levar a sério

"finalmente, uma explicação de jeito"
Quando já nada é possível levar a sério e quando a imprensa portuguesa "informa" desinformando, nada mais resta que uma boa gargalhada.

Aí vai a forma como o «Blogue dos Marretas» se (e nos) diverte:

"Há um tio de José Sócrates, chamado Dias Loureiro, que queria abrir um Banco Insular no Freeport de Alcochete. Para isso, explicou aos deputados, teve uma reunião informal com os dirigentes do BPP, sendo que, por engano, os repórteres de televisão passaram a tarde de ontem à porta do BPN, onde as autoridade policiais, sob as ordens da procuradora Felícia Cabrita, procuram dois bilhetes de cinema utilizados por um fulano chamado Oliveira e Costa e por um inglês cujo nome me escapa. Dizem os jornais do dia que a conversa entre Oliveira e Costa e o tal inglês, gravada em DVD por uma meia cunhada de Vítor Constâncio, terá ocorrido durante a exibição de 'Os Malucos do Riso - O Filme', exibido no Forum de Almada, o qual terá sido construído em plena ZPE da A2, com financiamento da Quercus.

Só continuo sem perceber aquela coisa do relatório da OCDE. Era em papel reciclado?"
in «Blogue dos Marretas, por Animal

5 comentários:

Anónimo disse...

E a mãe do caçador era também o pai do cão...
LOL LOL
PARABÉNS E OBRIGADO PELA GARGALHADA

Rui disse...

Reciclado precisa de ser este país, Animal...
Bom fim de semana!

Sáfiro disse...

Bom, já me divertiram um bocado. Vou dormir, com um sorriso beatífico, e sonhar com uma cambada de Tótós que deixam que a comunicação social lhes faça a cabeça, quando, como, e enquanto querem. Vá lá, correm amanhã a esgotar os jornais. Os inocentes e delicados empresários dos media, agradecem. Quanto ao resto, deixem que a justiça cumpra a sua tarefa (que não é areia para a camioneta de tótós, que se julgam mais espertos que os profissionais da investigação).

António C. Esteves, Porto disse...

Só uma pergunta,no meio de toda esta barafunda. Nao vos parece no minimo estranho que durante um processo a decorrer ao abrigo do segredo de justiça,a juiz que está dirigr o processo de investigaçao venha dizer em publico,numa entrevista televisiva, que o sr socrates não está ser investigado?Parece escrita dos Marretas !!!!!

Anónimo disse...

O Presidente da República, Cavaco Silva, aconselhou os legisladores a conhecerem as realidades antes de elaborarem as leis de forma a que estas sejam feitas para o País em concreto e não para "utopias".

Engraçado! Isto também parece um período do texto dos Marretas! Então ele quando foi primeiro ministro porque não quis conhecer o País em concreto antes de deixar que os fundos de Bruxelas fossem distribuídos pelos amigalhaços?!

Ainda se lembram quando ele e mais sete membros do Governo foram de helicóptero inaugurar um empreendimento dum amigalhaço francês a Odemira?

Uma semana depois o francês tinha recebido os subsídios a fundo perdido e, até hoje nunca mais ninguém o viu em Portugal...