já fizeram uma visitinha

Amazing Counters
- desde o dia 14 de Junho de 2007

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

22.500 euros para companhia de teatro

para o "desenvolvimento cultural das populações"
Imagem: teatro na escola, pela ACTA - “Bullying”. Foto de arquivo da companhia
A Câmara vai atribuir um subsídio de 22.500 euros à companhia de teatro ACTA, de Faro, para que esta apresente peças de teatro nas freguesias do município de Loulé para a população em geral e junto das comunidades escolares.

A saber: a peça “Bullying”, em dez escolas do concelho; “George Dandin” em Querença, em Novembro, e “Ensaio aberto, elenco incerto” em 18 de Julho, em Loulé, e em 15 de Agosto, na Praça do Mar, em Quarteira.

Segundo a autarquia, este apoio “assume especial importância na medida em que, pelo contributo que a ACTA tem dado em termos de dinamização e divulgação do Teatro, a sua acção nas várias freguesias é de grande relevância para o desenvolvimento cultural das populações”.

Realmente… E se nos lembrarmos que o ciclo de “Música de pais para filhos”, neste concelho, se circunscreve à sua sede, poderemos dizer que, em termos de “desenvolvimento cultural das populações”, uns são filhos e os outros…

3 comentários:

Anónimo disse...

Ou me engano muito ou só esta companhia receb quase tanto como todas as outras do concelho....

Oracio disse...

Deixem lá, para o ano, com o Vairinhos na câmara o teatro da Quarteira também vai receber 22.500 euros.....
Querias!!!!!!!!!??????????

Anónimo disse...

Talvez o melhor seja centrar a capital da Nação em Quarteira. Se queremos um passaporte, temos de ir a Faro (é chato). Se queremos um BI, temos de ir a Loulé (é chato), se queremos um teatro temos que ir a Faro (é chato), se queremos consultas de todas as especialidade temos de ir a Lisboa (é chato). Bolas, o melhor é concentrar tudo em Quarteira e assim os outros é que têm que vir cá. Deixa de ser chato.