já fizeram uma visitinha

Amazing Counters
- desde o dia 14 de Junho de 2007

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

“Erudição” chegou ali e parou...

governo civil volta ao “ataque literário”
Nos últimos meses, parecia que a verve da governadora civil de Faro tinha acalmado e os seus escritos (ou escritos de alguém por ela) tinham sucumbido ao ridículo, entrando no caminho da linguagem simples, linear, compreensiva. Dito doutra maneira: da linguagem -“oficial” e correcta.

Mas eis que, a propósito do «Dia Europeu da Vítima», que se celebra no próximo domingo, sai mais uma nota de imprensa que, no mínimo, se poderá considerar estranha ou… bizarra:

Quotidiano e longo é o drama em que o homem se encontra envolvido e vítima das mais díspares formas de violência mercê de factores vários.” (sic)
E continua:
A instalação de um clima de segurança e o combate sem tréguas à violência na preservação da vida humana, objectivando uma redução das vítimas tem constituído um programa assumido em pleno, desde a hora primeira do exercício das funções, do XVII Governo Constitucional e, com a legítima e democrática representação que do mesmo me é conferido no Algarve, procurarei continuar a desenvolver, com a colaboração institucional das Forças de Segurança e demais Entidades e a cooperação responsabilizada e consciente de todos os Cidadão os esforços para que Região continue senado uma das regiões mais seguras da Europa e onde o número de vítimas seja cada vez menor”. (sic)

Lembram-se do presidente da câmara de Talmourol? Não diria melhor! Desde a hora primeira...

1 comentário:

Almeida disse...

Mas a senhora não é professora?
Pensará ela que isso é escrever bem??? Pobres alunos, se ela os teve.
Deve haver no G. Civil alguém que possa escrever as notas para a governadora, não?