já fizeram uma visitinha

Amazing Counters
- desde o dia 14 de Junho de 2007

sexta-feira, 20 de março de 2009

Eleições para a Europa em 7 de Março

quase 8 mil euros/mês para 22 candidatos
Cavaco Silva determinou ontem o que há muito se sabia como inevi-tável: que as eleições para a escolha de 22 deputados portugueses no Parlamento Europeu se realizarão em 7 de Junho. Desse modo, a campanha eleitoral irá decorrer entre 25 de Maio e 5 de Junho

Devido ao alargamento da União Europeia, nas próximas eleições, Portugal irá eleger apenas 22 deputados, ou seja, menos dois que nas anteriores eleições realizadas em 2004.

Até agora, apenas o PSD e o CDS-PP ainda não anunciaram quais serão os seus cabeças-de-lista às europeias. O PS apresenta o constitucionalista Vital Moreira; o Bloco de Esquerda repete Miguel Portas; e a CDU voltará a apresentar Ilda Figueiredo.

Nas eleições de 13 de Junho de 2004, o PS foi o partido mais votado, com 44,52% dos votos, vendo eleitos 12 deputados. A coligação PSD/ CDS-PP alcançou 33,26% dos votos, ficando com 9 deputados; a CDU conseguiu eleger dois deputados, correspondentes a 9,1% dos votos; e o Bloco de Esquerda elegeu um deputado, com 4,92% dos votos.

3 comentários:

Anónimo disse...

8.000 €uros e o resto.... tem viagens, transportes, preços especiais para aquisição de popós e facilidades pa trazer para cá... e o resto? o resto?????
Tachos! Não é isso que TODOS os políticos querem????

Xico da Corruptulandia disse...

E é só os deputados da europa? Vejam lá isso que vem no Correio da Manhã de hoje.
O padre Vítor Melícias, ex-alto comissário para Timor-Leste e ex-presidente do Montepio Geral, declarou ao Tribunal Constitucional, como membro do Conselho Económico e Social (CES), um rendimento anual de pensões de 104 301 euros. Em 14 meses, o sacerdote, que prestou um voto de obediência à Ordem dos Franciscanos, tem uma pensão mensal de 7450 euros

Anónimo disse...

O blog Opinion chakers de um grupo de jovens dá a saber algo de muito interessante para quem segue a politica no geral:"O que os senhores publicam para mim é caca", respondeu Jardim aos jornalistas do "Diário de Notícias da Madeira".
Fonte: "Expresso Online"

É caso para dizermos, ora aí está Alberto João no seu melhor (pior)!
É impressionante a enormidade de alarvidades que esta figura debita aos megafones da mídia.
Será este senhor, enquanto político no activo, exemplo para alguém no que toca ao respeito pela liberdade de imprensa e defesa dos valores democráticos? Claro que a resposta é óbvia!

Mas se atendermos que tal tipo de afirmações vem de alguém que ocupa o 2º lugar dos líderes mundiais que à mais tempo se perpetuam no poder, sendo superado somente por Kadafi, acho que fica tudo dito!

A "caca" que Jardim fala, para quem não ficou a par da notícia, refere-se ao caso dos jornalistas que foram apedrejados na Madeira,na passada terça-feira à noite, enquanto investigavam a extracção ilegal de inertes por parte de uma empresa com ligações ao executivo de Alberto João Jardim, e da respectiva situação ter chegado a Bruxelas.