já fizeram uma visitinha

Amazing Counters
- desde o dia 14 de Junho de 2007

domingo, 1 de março de 2009

Até que o congresso ficou às escuras

e o Bloco foi promovido a inimigo público nº 1
Em qualquer congresso, seja de que partido for, é sempre fastidiosa a leitura de moções, sobretudo daquelas cujo conteúdo fora previamente conhecido, ou das sectoriais cuja vacuidade ou indigência de ideias constituem a quase totalidade. Por isso, e perante o quase vazio de discussão política, acaba por ser relevante a forma inteligente mas pouco hábil como António Costa elegeu o Bloco para seu inimigo nº. 1 do PS.

A intenção foi excelente: ao mesmo tempo que “arrumava” o PSD como “coisa” de somenos importância, procurava inviabilizar a eventual fuga de algumas centenas ou milhares de votos socialistas para essa mesma “coisa de somenos importância”, na quase certeza de que tais votos dificilmente migrariam para o Bloco.

E o segundo dia assim foi decorrendo, perante a “simpatia” quase artificial da generalidade dos congressistas pelas questões do “fracturante”casamento homossexual e uma quase “fuga de desinteresse generalizado” para a questão da regionalização.

Finalmente: dois pontos de interesse: o anúncio de Vital Moreira como cabeça de lista para as eleições ao Parlamento Europeu e… o apagão quando ainda não eram onze horas.

6 comentários:

Anónimo disse...

Zita Seabra, Mário Lino, José Magalhães, José Luís Judas, Pina Moura, Vital Moreira, etc. E depois ainda ha quem diga que o PCP não tem bons Quadros! Até os fornece á direita!!!!

Awk disse...

As acções de propaganda realizadas nos últimos anos têm de ser pagas. Começamos a perceber como.

Paulo disse...

Fosse quem fosse a pessoa proposta para cabeça de lista do PS ao Parlamento Europeu as vozes seriam as mesmas e haveria críticas de todos os quadrantes, desde a pobre oposição até aos « famosos comentadores catedráticos » deste forum. Mas, a maior raiva surgiu do recalcado comentador da rtp Marcelo Rebelo de Sousa que chegou a dizer que Vital Moreira não é catedrático ainda lhe falta umas coisitas... para chegar lá. Não sei se assim é, nem me interessa, como não me interessa que o 1º ministro seja engenheiro, eu apenas pretendo que governe com eficácia este país. Pergunto esse senhor MRS que se acha o mais competente cá do sítio não se enxerga. Vamos a qualquer livraria do país e estrangeiro e as obras de VItal Moreira são aos montes, alguém consegue descobrir nessas mesmas livrarias um livrito que seja do «catedrático» Marcelo Rebelo de Sousa. Presunção e água benta cada um toma a que quer diz o povo.

António César disse...

Ninguém lhe pode tirar o mérito como constitucionalista e professor.

A questão é : apesar de ter saído do PCP, continuou sempre um homem ideológicamente de esquerda, defendendo princípios de esquerda.

Ora como toda a gente sabe o PS actual tem seguido uma linha de centro, centro direita, com decisões anti sociais de grande relevancia.

E de facto este senhor tem sufragado constantemente estas políticas nos jornais.

Já vimos porquê : por um lugar ao sol.

Fez lembrar o Dr. Freitas do Amaral, antes das eleições legislativas, apelando ao voto no PS. mais tarde foi convidado para MNE...

Esperemos que os portugueses percebam

Anónimo disse...

Este ex-comuna, só prova que é inteligente. Conseguiu libertar-se da canga Soviética a tempo!...Boa sorte.

Anónimo

Demócrito-Platónico disse...

logo a seguir ao 25 de abril de 1974, Vital Moreira foi sondado e convidado a integrar o PS, na altura não quiz e foi para o PCP, nessa altura o PS era um partido de esquerda, onde pontificavam nomes como António Arnaut, Salgado Zenha, Magalhães Godinho e mesmo Mário Soares, agora que o PS não é de esquerda, mas sim defensor do neoliberalismo de direita é que Vital Moreira vai para o PS, não da para entender.